Artur não paga garis e grupo realiza manifestação em frente a sede da Prefeitura de Manaus

10

Na manhã desta terça-feira (11/10), cerca de 100 Garis demitidos pelo prefeito Artur Neto (PSDB) realizaram uma manifestação para cobrar atrasos, de até 6 meses, no pagamento de rescisões trabalhistas.

O grupo protestou em frente a sede da Prefeitura de Manaus, localizada na Avenida Brasil, Compensa, Zona Oeste da capital.

Loading...

Segurando faixas e cartazes com dizeres como: “Cadê o dinheiro, Artur?”,  “Queremos justiça”, “Nós mora alugado como vai pagar”, “5 anos jogados fora prefeito”, os manifestantes disseram que eles e mais de 900 garis simplesmente foram enganados pelo prefeito Artur Neto.

Grupo de garis reivindicam pagamentos com até 6 meses de atrasos
Grupo de garis reivindicam pagamentos com até 6 meses de atrasos

“O prefeito Arthur Neto é um mentiroso porque nós fomos todos demitidos em abril e até agora nada dele nos contratar”, afirmou o trabalhador Sandoval Souza. Sandoval disse ainda que todos eles trabalhavam para a empresa Conserge. O contrato com a empresa foi encerrado pela prefeitura. “Ele disse que a gente seria recontratado. Tudo mentira”, disse Sandoval.

A reclamação dos trabalhadores demitidos é que muitas famílias estão passando necessidade, com contas e aluguel atrasados, e alguns até mesmo passando fome.

Mesmo ateando fogo em pneus para chamar a atenção do prefeito, os manifestantes não foram atendidos por Artur e nenhum outro secretário apareceu para ouvir a reclamação dos trabalhadores.

Grupo de garis reivindicam pagamentos com até 6 meses de atrasos
Grupo de garis reivindicam pagamentos com até 6 meses de atrasos

 

 

Comentários

comentários

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail: