“Foi um acidente e, felizmente sem consequências maiores” disse Aécio pois susto com avião

72

Depois de passar por um susto no avião que o transportava de Brasília para São Paulo, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) evitou comentar maiores detalhes sobre o episódio. “Foi um acidente e, felizmente, sem consequências maiores. Sigamos em frente”, disse ele, diante da insistência de jornalistas na sede da Fundação Fernando Henrique Cardoso, no Centro da capital paulista. Questionado se já tinha passado por algo parecido, o tucano, presidente nacional do PSDB, disse apenas que “não”.

Senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB - Imagem de Divulgação
Senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB – Imagem de Divulgação

Na noite de ontem (9/2), o jatinho que transportava o senador mineiro teve problema no trem de pouso e fez uma aterrissagem de emergência no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos. O avião chegou a sair da pista e só parou na grama. Ninguém ficou ferido.
Aécio viajou para São Paulo para se reunir com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Ele chegou à fundação FHC por volta das 11 horas, a tempo de assistir o final da palestra do jurista Ives Gandra Martins Filho sobre a reforma trabalhista. Segundo a assessoria de imprensa da entidade, após a palestra, Aécio e FHC seguiram para um restaurante para almoçar. O local não foi informado.

Desde a indicação do ministro licenciado Alexandre de Moraes para o Supremo Tribunal Federal, Aécio articula a indicação do senador Antônio Anastásia (PSDB-MG) para ocupar a vaga no ministério da Justiça.

Comentários com Facebook

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail: