Ganhador da loteria gasta todo o prêmio de R$ 2 milhões em 6 meses

22

Jesus Silva da Fonseca, de 69 anos, vende bilhetes de loterias na frente de bancos e lojas de Macapá. Ninguém imagina que a sorte já sorriu para ele, e que o vendedor foi milionário por um período curto de tempo. Jesus ficou milionário quando ganhou o equivalente hoje a R$ 2 milhões, em 1983, mas gastou todo o prêmio em 6 meses.

O valor, à época era em cruzeiros, veio de um dos bilhetes que o próprio Jesus vendia nas ruas da capital. O sonho da casa própria, de investir em empresas ou aplicações financeiras, que enchem os olhos da maioria dos brasileiros, chegou tão perto, mas o ex-milionário conta que deixou escapar. O dinheiro fácil foi usado por ele em festas, viagens e com mulheres, e logo acabou.

Atualmente, com a saúde debilitada, Jesus se arrepende de não ter economizado o dinheiro. Ele diz, que as lembranças da época vão ficar para sempre na memória. Entre as mais marcantes, o vendedor lembra das viagens em voos fretados para cidades como Belém, Salvador, Florianópolis, Fortaleza e Rio de Janeiro.

Na época, Jesus estava separado da primeira mulher, e diz que saiu da casa onde morava com ela e com dois filhos.

Dia 13 de fevereiro de 1983 foi o grande dia. Jesus conta que estava em um bar no Centro de Macapá com nove bilhetes que não haviam sido vendidos. Para prestar contas com o patrão, ele resolveu comprar os números da sorte. Em um dos bilhetes estava o primeiro prêmio da loteria federal.

O ganhador levou cinco caixas de leite vazias para retirar o dinheiro na agência bancária. O transporte foi feito em um táxi. O gerente do banco, à época, o incentivou Jesus a aplicar a quantia na poupança, o que o tornaria bilionário em poucos anos.

O vendedor lembrou do encontro em uma casa de shows no Rio de Janeiro com a dançarina e ex-chacrete Rita Cadillac. Para chegar até ela, ele precisou alugar um avião de Salvador, onde estava, para a capital carioca.

Ao perceber que o dinheiro estava acabando e a vida de milionário também, Jesus acabou com as viagens e retornou para Macapá, e voltou ao trabalho, o mesmo que mudou a vida dele nos seis meses anteriores.

O vendedor casou-se quatro anos depois e teve mais filhos. E garante que se ganhasse novamente a historia seria diferente.

Jesus Fonseca revela ter ganhado prêmio em 1983, no Amapá.
Jesus Fonseca revela ter ganhado prêmio em 1983, no Amapá.

Fonte: G1 Amapá

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail:

COMPARTILHAR

Comentários