Músico da Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica é um dos vencedores Jovens Solistas

15

A cultura do Amazonas comemora mais uma grande conquista! Na última segunda-feira (13), aconteceu a etapa final da edição 2017 do Concurso Jovens Solistas, promovido pela Fundação Osesp, na Sala São Paulo, casa da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp). Entre os vencedores do concurso, está o jovem violinista Bogdan Hudzelaits, integrante da Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica, dos Corpos Artísticos do Amazonas, mantida pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura.

Junto com ele, também receberam a premiação a oboísta Layla Kohler Baratto, o violoncelista Luiz Fernando Moita Venturelli de Souza, a violinista Sarah Nojosa Barboza e o trompetista Thiago Ricardo de Araújo.

Essa foi a primeira vez que Bogdan participou do concurso, que compreendeu duas fases: a primeira, iniciada em fevereiro, com a seleção de vídeos enviados para a Fundação Osesp, para a qual escolheu a obra do Romantismo Concerto em Mi Menor, Op. 64, de Felix Mendelssohn. Desta seleção, 12 candidatos de instrumentos diferentes, como violoncelos, oboé clarinete, contrabaixo, piano, trompetes, além de cantores líricos, passaram para a segunda fase.

Aberta ao público, a segunda e última fase encheu a Sala São Paulo, em São Paulo (SP) e premiou os cinco solistas, que se juntarão à Osesp nas apresentações da série Concertos Matinais, promovida pela Orquestra. A previsão é que Bogdan realize sua apresentação no dia 1º de outubro deste ano.

Há três anos como membro da Orquestra Experimental do Amazonas e com apenas 16 anos, o jovem Bogdan já participou de dois Festivais Amazonas de Ópera e da programação cultural do Governo do Amazonas, realizada tanto no estado como em outras capitais do Brasil, e já conquistou uma menção honrosa no 15º Concurso de Cordas Paulo Bosisio, em Juiz de Fora – MG. Ele comemora a nova empreitada: “Foi uma experiência interessante tocar na Sala São Paulo, que tinha bastante gente. Acredito que, com essa experiência, outros músicos daqui também comecem a mostrar seu talento fora de Manaus, pois os concursos estão abertos para todos”, declarou.

Aluno do Liceu desde os 7 anos de idade, Bogdan começou a estudar violino com a mãe, a violinista Irina Glibka, que também é membro da Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica, e hoje participa do Curso de Extensão “Musicando”, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Para Irina, esse prêmio é uma grande conquista para a música local. “Estou muito feliz! A premiação de Bogdan é resultado de um trabalho de muito empenho e configura-se em uma grande motivação para todos nós, principalmente para os alunos do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, da UEA e da música do Amazonas, de um modo geral”, finalizou.

Banca examinadora – Os candidatos foram julgados por uma banca composta pela diretora musical e regente titular da Osesp, Marin Alsop, pelo diretor artístico Arthur Nestrovski e pelo spalla Emmanuele Baldini. Também integraram a banca uma comissão artística da orquestra formada pelos músicos Horácio Schafer, Cláudia Ribeiro do Nascimento e Ricardo Bologna, a regente em residência Valentina Peleggi e Sonia Muniz, da Fundação Eleazar de Carvalho.

Concurso Jovens Solistas – Criado na década de 1940, por iniciativa do maestro Eleazar de Carvalho, e promovido inicialmente pela Orquestra Sinfônica Brasileira, o Concurso Jovens Solistas da Osesp foi um dos principais concursos de música erudita no Brasil, lançando diversos artistas que hoje têm projeção nacional e internacional.

Bogdan Hudzelaits é o segundo da esquerda para a direita/Foto: Divulgação.
Bogdan Hudzelaits é o segundo da esquerda para a direita/Foto: Divulgação.
Comentários com Facebook

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail:

COMPARTILHAR