Prefeitura de Manaus promete Decreto para barrar reajuste da tarifa do transporte público

5

Depois do anuncio feito pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) a respeito da nova tarifa de transporte publico para R$ 3,54, que começa a vigorar dia 1° de julho, o prefeito Arthur Neto anunciou que irá assinar um decreto para manter o valor da tarifa a R$ 3,00 e barrar o reajuste de 12,37%.

Na segunda-feira (27/6), foi publicada a decisão do Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam), que determina o reajuste de 12,37% na tarifa do transporte coletivo em Manaus.

O Prefeito Artur Neto promete recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) da decisão do aumento, autorizado pelo TJAM.

A Prefeitura, prepara uma ação baseada na constitucionalidade, pois Município administrar a tarifa do transporte coletivo. Segundo o prefeito Artur Neto não cabe ao Poder Judiciário ou qualquer outro órgão público que não seja a prefeitura reajustar o preço da passagem de ônibus.

A justificativa das empresas do setor de transporte publico para o reajuste é o aumento dos salários dos rodoviários de Manaus. Varias paralisações de trabalhadores do transporte coletivo foram feitas, com intuito de reivindicar dissídio coletivo de 20%, vale-alimentação de R$ 15, vale-lanche de R$ 9, cesta-básica R$ 252,72 e reajuste de 20% dos salários.

Prefeito Artur Neto promete barrar decisão do TJAM
Prefeito Artur Neto promete barrar decisão do TJAM
Comentários com Facebook

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail:

COMPARTILHAR