Rodoviários paralisaram 100% da frota de ônibus em Manaus

20

Nas primeiras horas desta terça-feira (17/1), usuários do transporte publico foram surpreendidos com a paralisação de 100% da frota de ônibus em Manaus, por conta da greve dos rodoviários. 800 mil usuários foram prejudicados com a greve.

São 1,5 mil ônibus, 220 linhas e descumpre duas liminares, uma favorecendo a Prefeitura de Manaus e outra Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), segundo informou o Sinetram.

A categoria reivindica o pagamento dos Dissídios Coletivos de 2016, que tem data base até o dia 1º de maio e está sob análise do Tribunal Superior do Trabalho (TSE).

A Prefeitura de Manaus disse em nota que lamenta que o Sindicato dos Rodoviários não tenha cumprido a decisão judicial que determinava a não paralisação de um serviço essencial à população, como o transporte coletivo e ressalta que sempre se pautou pelo respeito à categoria, auxiliando, inclusive, na intermediação do diálogo entre empresários e trabalhadores. A Prefeitura liberou ainda a circulação de ônibus executivos, alternativos e mototaxis até o Centro.

A juíza do Trabalho, Eliane Leite Correa determinou que fosse mantida a circulação de 100% da frota de ônibus, proibindo que o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus realizem qualquer tipo de paralisação sob pena de multa diária de R$ 100.000,00. Atendendo ao pedido da Procuradoria Geral do Município (PGM) que entrou com uma ação Civil Pública, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para impedir a paralisação geral dos serviços de transporte coletivo.

Rodoviários paralisaram 100% da frota de ônibus em Manaus - Imagem via Whatsapp
Rodoviários paralisaram 100% da frota de ônibus em Manaus – Imagem via Whatsapp
Comentários com Facebook

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail: