Última superlua do ano será nesta terça (13) e vem acompanhada de chuva de meteoros

5

Quem perdeu a chance de ver a maior superlua do século, em novembro, pode ter a chance de ver a última superlua do ano. O céu desta terça-feira será especial com mais uma superlua e, ainda, uma chuva de meteoros geminídea. A lua estará 14% maior e 30% mais brilhante do que uma lua cheia apogeu.

Segundo o site “Space.com”, o auge da superlua será às 20h (horário de Manaus). Já a visibilidade da chuva de meteoros poderá ser atrapalhada pela lua. “A lua brilhante irá reduzir a visibilidade de meteoros fracos em 5 a 10 vezes, transformando os geminídeos normalmente fantásticos em uma nota astronômica”, disse a Nasa em uma nota.

O astrofísico Alexandre Soares de Oliveira, da Universidade do Vale do Paraíba (Univap), explica que as chuvas de meteoros ocorrem quando temos uma grande quantidade das assim chamadas “estrelas cadentes” ocorrendo numa mesma noite, partindo de uma mesma região do céu denominada radiante. São, na verdade, o resultado da queima de pequenas partículas espaciais, não muito maiores de grãos de feijão, que entram em altíssima velocidade na atmosfera terrestre quando a Terra cruza a órbita de alguns corpos celestes, geralmente cometas.

Loading...

“Na madrugada desta noite, entre 13 e 14 de dezembro, a Terra atravessa o ponto de maior densidade de partículas deixadas pela órbita do asteróide 3200 Faetonte, que foi descoberto apenas em 1983, e seu radiante estará na direção da constelação de Gêmeos, daí o nome de Geminídeas”, explica.

Ainda segundo o astrofísico, essa chuva de meteoros ocorre todos os anos e sua taxa média de avistamentos é de 50 a 100 meteoros por hora, que costumam ser bem brilhantes. A melhor maneira de apreciar este fenômeno é a olho nu, dado que os meteoros cruzam uma grande extensão do céu.

O termo superlua significa a lua cheia (ou nova) que coincide com o perigeu, que é a menor distância entre o centro da Lua e o centro da Terra. O apogeu é a maior distância entre o centro da Terra e o centro da lua. Esta é a terceira superlua do ano. A primeira foi 16 de outubro e a segunda em 14 de novembro de quando a lua cheia estava no seu mais próximo da Terra desde 1948.E ela só voltará a ficar tão perto da Terra novamente em 25 de novembro de 2034.

última superlua do ano será acompanhada de chuva de meteoros
última superlua do ano será acompanhada de chuva de meteoros

(Com Agência O Globo)

Comentários

comentários

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail: