A Arte que passa despercebida no Cemitério São João Batista, em Manaus

1654

Os Cemitérios não são lugares que chamam muito a atenção (diga-se de passagem,nem um pouco). Mas estes lugares de descanso eterno guardam muitas riquezas artísticas. Cemitérios que foram construídos entre o final do século XIX e início do século XX são verdadeiros museus a céu aberto. A Arte tumular é uma forma de representação que está ligada à cosmovisão de determinado contexto histórico, ideológico, social e econômico, interpretando a vida e a morte.Irei me ater a interpretação de uma foto que encontrei no site Skyscrapercity. Essa foto retrata um túmulo um tanto melancólico,túmulo esse que se encontra no centenário Cemitério de São João Batista,na cidade de Manaus.

A arte tumular é algo incrível.A beleza artística que se encontra no Cemitério São João Batista não deixa a desejar.
A arte tumular é algo incrível.A beleza artística que se encontra no Cemitério São João Batista não deixa a desejar.

Reparem a foto deste túmulo (retirada de skyscrapercity) ,as riquezas de detalhes do anjo e do auto-relevo são lindas.O auto-relevo representa uma criança em repouso.O túmulo é de Cleomenes Borges. Cleomenes partiu muito cedo deste mundo.A inscrições que se encontram neste túmulo lhe dão um ar um tanto melancólico:

Cleomenes Borges

julho de 1912- janeiro de 1913

savdades de seus paes e irmãosinhos (grafia da época).

SIMBOLOGIA

Depois da Cruz, a simbologia do anjo é a mais usada nos cemitérios. Representa a vitória definitiva do reino de Deus. O anjo pode estar associado a algum simbolo que caracteriza a sua representatividade.
Anjo (do latim angelu e do grego ággelos, mensageiro), segundo a tradição judaico-cristã é uma criatura celestial – que, na generalidade, a maioria dos crentes das religiões fundadas na revelação bíblica acredita ser superior aos homens – que serve como ajudante ou mensageiro de Deus.

MÃO ERGUIDA ESPALMADA: Na frente do corpo e com a palma virada para a frente, representa despedida, adeus. Pode ser interpretada como a mão divina interferindo na existência humana. Pode também representar uma saudação ou um gesto para esperar.

RAMO DE PALMEIRA: Os ramos da palmeira eram carregados no Festival de Tabernáculos quando Jesus Cristo entrou em Jerusalém, pois a multidão o saudou com as folhas de palmeira. Ela é o símbolo da vitória de Cristo sobre a morte e é presenteada aos fiéis que vão para a missa no Domingo de Ramos. As folhas de palmeira eram utilizadas em funerais, representando assim a vida após a morte.

FONTES: Simbologia Tumular.
A Simbologia das árvores e das plantas.
Skyscrapercity.

Texto Original em Historia Inteligente

Comentários

comentários

Loading...