A convite da SEC, acompanhamos o ensaio técnico do XX Festival Amazonas de Ópera

243

Na noite desta quinta-feira (04), a Secretaria de Estado de Cultura do Amazonas organizou um ensaio técnico do XX Festival Amazonas de Ópera, no Teatro Amazonas. O evento foi reservado para imprensa e os “orkuteiros raiz” hoje, apelidados de “Digital Influencers“. Claro, que o “maior portal do Amazonas que você respeita” foi convidado.

LANÇAMENTO DO XX FESTIVAL AMAZONAS DE ÓPERA Exclusivo para Bloggers e Digital Influencers
LANÇAMENTO DO XX FESTIVAL AMAZONAS DE ÓPERA
Exclusivo para Bloggers e Digital Influencers  – Marcus Pessoa e Jussara Melo

O salão de espetáculos do Teatro Amazonas foi reservado para que pudéssemos acompanhar uma apresentação reservada com o maestro e pianista Marcelo de Jesus, diretor artístico adjunto do Festival, junto aos solistas do Coral do Amazonas e presença do secretário de Estado de Cultura, Robério Braga.

Na oportunidade, Robério Braga contou para os presentes a origem da ideia do Festival de Ópera do Amazonas. Fez uma lembrança saudosista de 1997, quando tudo começou, e por alguns momentos, se emocionava e embargava a voz ao lembrar dos desafios iniciais de se fazer um evento de porte internacional acessível à todos.

secretário de Estado de Cultura, Robério Braga / Foto : Marcus Pessoa
secretário de Estado de Cultura, Robério Braga / Foto : Marcus Pessoa
Loading...

Após a fala do secretário Robério Braga, foi a vez do diretor artístico do FAO,  Luiz Fernando Malheiro, conversar e relatar sua vivência. Malheiro chegou a dizer que via a participação no Festival como um sonho, e hoje, se sente realizado em assinar a direção artística e regência do evento.

Para o festival ganhar força, o principal segredo revelado por Malheiro é o repertório. São canções populares que foram reunidas ao lado de árias bastante conhecidas do grande público, como ‘Nessun dorma’, de ‘Turandot’. Da parte lírica, são todas óperas que já fazem no Festival e que marcaram a trajetória do evento e contribuem para o sucesso do mesmo.

Luiz Fernando Malheiro / Foto : Marcus Pessoa
Luiz Fernando Malheiro / Foto : Marcus Pessoa

Hoje, após 20 anos, o Festival Amazonas de Ópera é um dos maiores e mais representativos eventos operísticos do Brasil.

O público presente teve oportunidade de assistir a trechos de óperas como “Il Guarany” e “No puede ser, da zarzuela “La tabernera del puerto”, “Bacanal da ópera “Sansão e Dalila” e outras canções do repertório popular que estarão presentes no concerto. As obras foram apresentadas pela Amazonas Filarmônica e pelo Coral do Amazonas. Além do tenor lírico Thiago Arancam, o ensaio geral também contou com um show a parte da soprano amazonense Dhijana Nobre.

Thiago Arancam e Dhijana Nobre / Foto : Marcus Pessoa
Thiago Arancam e Dhijana Nobre / Foto : Marcus Pessoa

O XX Festival de Ópera do Amazonas é uma realização do Governo do Amazonas, por meio do Fundo de Promoção Social, da Secretaria de Estado de Cultura (SEC) e da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC), em parceria com o Bradesco Prime, Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) e Ambev.

XX Festival Amazonas de Ópera
XX Festival Amazonas de Ópera

Abaixo a programação completa da edição de 2017 do Festival Amazonense de Ópera:

XX Festival de Ópera do Amazonas

07 de Maio – Teatro Amazonas – 19h
Concerto Bradesco I
Concerto Comemorativo dos 20 anos do FAO
Thiago Arancam, tenor
Coral do Amazonas
Dhijana Nobre, soprano (participação especial)
Amazonas Filarmônica
Direção musical e regência: Luiz Fernando Malheiro

10 de maio – Teatro da Instalação – 19h
Recital Ambev I
“Colla Voce”
Amanda Aparicio, soprano
Hugo Pinheiro, trombone
Pedro Panilha, piano
Entrada Franca

13 de maio – Teatro da Instalação – 19h
Recital Ambev II
“Transcrições de Ópera para Violino e Piano”
Giovanny Conte, violino
Hilo Carriel, piano
Entrada Franca

14 de maio – Teatro Amazonas – 11h
Concerto Bradesco II – Especial do Dia das Mães
Orquestra de Violões do Amazonas
Davi Nunes, regente

14 de maio – Teatro Amazonas – 19h
17 de maio – Teatro Amazonas – 20h
20 de maio – Teatro Amazonas – 19h
Ópera Bradesco
Tannhäuser, ópera em três atos (1845)
Balé Experimental do Corpo de Dança do Amazonas
Balé Folclórico do Amazonas
Corpo de Dança do Amazonas
Grupo Vocal do Coral do Amazonas
Coral do Amazonas
Amazonas Filarmônica
Direção musical e regência: Luiz Fernando Malheiro
Regência: Otávio Simões (dia 17 de maio)
Direção cênica: Caetano Pimentel
Cenários: Giorgia Massetani
Figurinos: Laura Françozo
Desenho de luz: Fábio Retti
Coreografia: Tindaro Silvano

15 de maio – Teatro da Instalação – 19h
Recital Ambev III
“O Espião do Coração”
Homero Velho, barítono
Marcelo de Jesus, piano
Entrada Franca

18 de maio – Teatro Amazonas – 20h
21 de maio – Teatro Amazonas – 19h
Concerto Bradesco III
Arthur Honegger (1892-1955)
O Rei Davi, salmo sinfônico em três partes (1923)
Coral do Amazonas
Amazonas Festival Orchestra
Direção musical e regência: Otávio Simões

19 de maio – Teatro Amazonas – 20h
Concerto Bradesco IV
O Triunfo da Voz ou A Extravagância da Arte
(Música dedicada a Farinelli)
Bruno de Sá, sopranista
Orquestra de Câmara do Amazonas
Teorba – Guitarra Barroca: Anderson de Lima
Cravo: Átila de Paula
Direção musical e regência: Marcelo de Jesus

22 de maio – Teatro da Instalação – 19h
Recital Ambev IV
“Canções de Ninar”
Daniella Carvalho, soprano
Marcelo de Jesus, piano
Entrada Franca

25 de maio – Teatro da Instalação – 19h
31 de maio – Teatro Amazonas – 20h
Ópera Studio da UEA
Gaetano Donizetti (1797-1848)
trechos da ópera Don Pasquale (1842)
Servi e camerieri: Coral da UEA
Direção artística: Prof. Me. Fabiano Cardoso
Direção musical: Prof. Me. Duany Parpinelli
Direção cênica: Prof. Me. João Fernandes
Pianista: Hilo Carriel
Entrada Franca

27 de maio – Teatro Amazonas – 11h e 17h
28 de maio – Teatro Amazonas – 11h e 17h
03 de junho – Teatro Amazonas – 11h e 17h
04 de junho – Teatro Amazonas – 11h e 17h
Ópera Bradesco
Oliver Knussen (1952)
Onde Vivem os Monstros, ópera fantasia em um ato, op.20 (1983)
Amazonas Filarmônica
Direção musical e regência: Marcelo de Jesus
Regência: Pedro Messias (dia 28 de maio)
Direção cênica original: Caetano Pimentel e Giorgia Massetani
Reposição da direção cênica: André Di Peroli
Cenários e Figurinos: Giorgia Massetani
Desenho de luz: Kuka Batista

29 de maio – Teatro da Instalação – 19h
Recital Ambev V
“Violino Lírico”
Margarita Chtereva, violino
Marcelo de Jesus, piano
Entrada Franca

30 de maio – Teatro da Instalação – 19h
Recital
Classe de Canto do Professor Juremir Vieira
Pedro Panilha, piano
Entrada Franca

01º de junho – Teatro da Instalação – 19h
Recital Ambev VI
“Je Suis Paris”
Isabelle Sabrié, soprano
Marcelo de Jesus, piano
Entrada Franca

02 de junho – Teatro da Instalação – 19h
Recital
Madrigal da Casa de Música Ivete Ibiapina
Abigail Correia e Sousa l Adrine Barbosa Machado l Andreza de Moraes Malafaia l Elke Luanne da Silva Portela l Larissa de Andrade Silva l Marilton da Silva Salviano l Nádia Cristina Coelho Sobral l Priscilla de Nazaré Fros do Nascimento l Rafael Cruz de Oliveira l Rebeca da Silva Leitão l Rodrigo Roque Oliveira, solistas
Pedro Panilha, piano
Entrada Franca

_______Programação Acadêmica______

08 de maio – Centro Cultural Palácio da Justiça – 18h
Palestra: 20 Anos do Festival Amazonas de Ópera
Robério Braga, Luiz Fernando Malheiro e convidados
Entrada Franca

11 de maio – Centro Cultural Palácio da Justiça – das 14h às 17h
Workshop: A Voz na Canção Erudita
Homero Velho, barítono
Pedro Panilha, piano
Entrada Franca

17 de maio – Centro Cultural Palácio da Justiça – das 14h às 17h
Workshop: Técnica Vocal – Ópera e Musicais
Luisa Francesconi, mezzo-soprano
Pedro Panilha, piano
Entrada Franca

24 de maio – Central Técnica de Produção Marcos Apolo – das 14h às 17h
Workshop: Cenografia e Figurinos
Giorgia Massetani, cenógrafa
Entrada Franca
Abaixo, a foto que prova que estivemos presentes. Eu, Marcus Pessoa, e a webwriter oficial do No Amazonas é Assim, também conhecida como “estagiária”, Jussara Melo.

Um resumo do que ocorreu nesta noite especial.

Comentários

comentários