A polícia Rodoviária Federal (PRF) registra redução nos acidentes durante o Carnaval

15

A polícia Rodoviária Federal (PRF) finaliza a Operação Carnaval 2017 com redução no número de acidentes nas rodovias federais em comparação a 2016. O Órgão registrou uma queda de 5,3% nos acidentes – foram 1.696 este ano contra 1.791 no ano passado. A PRF, no entanto, registrou um aumento no número de mortes decorrentes destes acidentes. No período do Carnaval deste ano foram 140 óbitos contra 113 no feriado de 2016 – crescimento de 23,9%.

Entre a sexta-feira, 24 de fevereiro, e a quarta-feira de cinzas, 01 de março, a PRF registrou 323 acidentes graves, aqueles com vítimas graves ou óbitos, contra 397 acidentes do mesmo tipo em 2016 – uma redução de 18,64%.

Mesmo com a redução no número de acidentes nas rodovias do país, o número de óbitos foi superior ao ano passado. De acordo com as estatísticas do Órgão, acidentes com múltiplos óbitos contribuíram com esse acréscimo.

Apenas onze acidentes foram responsáveis por 44 mortes, ou seja, menos de 1% dos acidentes foi responsável por 31,4% de todos os óbitos registrados pela PRF em todo o Brasil. Em um único acidente registrado em Goiás, oito pessoas morreram. Desses onze acidentes fatais, dez foram registrados como colisão frontal, tipo de acidente normalmente relacionado à ultrapassagens indevidas e excesso de velocidade.

As principais causas dos acidentes com mortes durante o período de Carnaval deste ano foram a falta de atenção, o excesso de velocidade e a embriaguez ao volante.

Esforço de fiscalização – Durante os seis dias de Operação neste ano, a PRF contou com a utilização de 1.200 viaturas, 1.600 etilômetros e 200 radares portáteis. Foram fiscalizadas 222.801 pessoas em 205.137 veículos. Os agentes da PRF também realizaram 98.920 testes por etilômetro que resultaram em 2.019 pessoas multadas e 214 presos.

Na outra ponta do esforço de fiscalização do Órgão, a PRF flagrou 108.267 motoristas trafegando acima da velocidade máxima nas rodovias federais, representando um acréscimo de 15% nos flagrantes em relação às ao período carnavalesco do ano passado.

Além do excesso de velocidade, os agentes também flagraram outras 84.867 infrações de trânsito. Dessas, quase 12 mil foram registros de ultrapassagens indevidas e quase seis mil pela falta do cinto de segurança. Duas condutas que, juntas, podem ser responsáveis por colisões frontais fatais.

Combate ao crime – Ao todo 800 pessoas foram presas por diversos crimes. Ainda 1,5 tonelada de maconha e quase 50 quilos de cocaína foram apreendidos no feriado de Carnaval.

Órgão contabilizou 1.696 acidentes contra 1.791 no ano passado. Por outro lado, número de mortes nas rodovias federais aumentou 23,9%  Foto: Márcio Silva/Acervo-DA
Órgão contabilizou 1.696 acidentes contra 1.791 no ano passado. Por outro lado, número de mortes nas rodovias federais aumentou 23,9%
Foto: Márcio Silva/Acervo-DA

Comentários

comentários

Loading...