Home Notícias Manaus Ação para ajudar famílias venezuelanas ocorre neste domingo, em Manaus

Ação para ajudar famílias venezuelanas ocorre neste domingo, em Manaus

2 min - tempo de leitura
22

O projeto Hermanitos, que atua no amparo a imigrantes venezuelanos em Manaus, realiza neste domingo (7), a partir das 16h, a entrega de alimentos, colchões, roupas, utensílios domésticos, entre outros materiais arrecadados, para famílias identificadas e cadastradas pela iniciativa.

A ação faz parte da campanha permanente Abraço Hermanito, que visa atender as demandas mais urgentes de venezuelanos que sofrem com a falta de abrigo e dificuldade de encontrar trabalho na capital amazonense.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“A cada 15 dias organizamos grupos para fazer as entregas, incentivando os doadores e voluntários a levar, além da ajuda material, também o seu abraço e acolhimento”, explica o engenheiro Tulio Silva, um dos idealizadores do projeto.

O ponto de encontro da ação é o Espaço Hermanitos, localizado na Rua Manoel Leão, número 1, Conjunto Jardim Iolanda, no Parque 10. Serão visitadas de 15 a 20 famílias em diversos pontos da cidade.

Quem estiver interessado em participar, pode contribuir de diversas formas: fazendo uma doação no Espaço Hermanitos, ajudando na organização das doações, participando da entrega às famílias ou ainda divulgando a campanha. Mais informações através do telefone: (92) 99431-5431.

O projeto
Criado no final de 2018, o Hermanitos tem a proposta de auxiliar venezuelanos e promover sua inserção no mercado de trabalho. O projeto mantém uma plataforma digital bilíngue (www.hermanito.org), que possibilita que venezuelanos cadastrem seus currículos e que empresas solicitem indicações de profissionais e disponibilizem vagas de emprego. O site ainda oferece serviços e informações específicas para a comunidade venezuelana que reside em Manaus.

*Com informações de assessoria

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Nickson Maciel
Carregar Mais Em Manaus

Deixe uma resposta

Leia Também

Alunos nordestinos fazem saudação nazista em sala de aula e são suspensos pela direção

Um grupo de adolescentes de 17 anos  do Colégio Santa Maria, um dos mais tradicionais da r…