Acusado por torturar esposa queimando partes íntimas é denunciado por estupro criança em Manaus

121

Na manhã desta segunda-feira (29/1) a policia cívil apresentou Luiz Fernando Monteiro de Araújo, de 20 anos, acusado de torturar e queimar as partes íntimas de esposa de 20 anos com um isqueiro. O homem também é suspeito de ter estuprado uma criança de 9 anos.

Luiz Fernando estava foragido depois que foi acusado de tortura e tentativa de homicídio contra a companheira. Mas foi preso após ser denunciado por estupro de criança de 9 anos na comunidade Julião, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé, zona Rural de Manaus.

Acusado por torturar esposa queimando partes íntimas é denunciado por estupro criança em Manaus - Imagem: Divulgação
Acusado por torturar esposa queimando partes íntimas é denunciado por estupro criança em Manaus – Imagem: Divulgação

Na última quinta-feira (25/1) o Conselho Tutelar da zona Rural denunciou um homem por abusar de uma criança de 9 anos durante 4 horas no interior de um banheiro. A vítima que conseguiu fugir descreveu fisicamente o suspeito e detalhes de como aconteceu o crime, a partir daí a polícia identificou que se tratava do mesmo homem que já tinha um mandado de prisão em aberto, Luiz Fernando Monteiro de Araújo.

Uma força-tarefa foi montada e o cerco feito por mais de 10 km, mas Luiz Fernando conseguiu fugir. Então, um alerta foi passado para toda a comunidade, e no sábado (27), populares da reserva localizaram e prenderam o infrator, acionando a polícia em seguida.

“Apesar de todas as diligências e de termos acionado toda a rede na busca do foragido em Manaus, ele estava nessa comunidade, com os mesmos hábitos, saindo mais à noite. Um crime desse não poderia ficar impune e em operação conjunta e com o apoio da população ele foi capturado”, explicou a delegada Débora Mafra, titular da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM)

Segundo informações da delegada Juliana Tuma, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Luiz Fernando abordou a criança lhe oferecendo bombom, quando a mesma passava na frente da casa dele a caminho da igreja. Lá ela ficou presa no banheiro e todas às vezes que ele entrada no cômodo tocava as partes íntimas da menor. O acusado será também enquadrado pelos crimes de cárcere privado e estupro de vulnerável na forma tentada.

Luiz Fernando Monteiro Filho, 20, manteve em cárcere privado e torturar a companheira dele durante quatro dias – Imagem: Divulgação
Luiz Fernando Monteiro Filho, 20, manteve em cárcere privado e torturar a companheira dele durante quatro dias – Imagem: Divulgação

A mulher tomava a própria urina quando sentia sede, e durante todos os quatro dias a vítima também teve o ânus queimado com um isqueiro, foi arranhada nas costas com um garfo, teve a cabeça raspada dos com faca e ficou sem se alimentar. A crueldade era tanta, que Luiz Fernando chegava a jogar álcool nos ferimentos da esposa.

A mulher foi socorrida e levada ao Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto. Após receber alta ela foi acolhida pela família. Devido ao estado crítico de saúde da jovem, uma equipe da DECCM monitorou a recuperação da vítima, como a movimentação nas adjacências da casa onde ela estava.

Luiz Fernando foi detido durante ação integrada da Polícia Civil, via DECCM, Depca e Delegacia Fluvial (Deflu). Ele será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no KM 8 da BR-174.

Comentários