Adolescente foi detido no Pará após amarrar cão de 4 meses a moto e arrastá-lo

811

Um dos acusados de arrastar uma cadela, presa a uma corda, no asfalto no bairro do Icuí, em Ananindeua, foi identificado na manhã da quinta-feira (7) pela Polícia Civil. O suspeito é Dielson Silva, uma das pessoas filmadas no momento do crime. Ele foi conduzido para a Delegacia do Meio Ambiente (DEMA) pelo delegado Waldir Freire. Dielson vai responder por maus tratos, segundo a Polícia Civil.

O ato criminoso ‚Äď e monstruoso ‚Äď contra a filhote, de aproximadamente 4 meses de vida, aconteceu na tarde da segunda-feira (4) e foi registrado por c√Ęmeras de seguran√ßa.

‚ÄúAmora‚ÄĚ, como foi batizada a cachorra, sofreu v√°rias escoria√ß√Ķes nas patas e no corpo est√° internada numa cl√≠nica veterin√°ria na capital. Ela foi resgatada por volunt√°rios da ONG Au Family.Representante da Comiss√£o de Defesa dos Direitos dos Animais, da Ordem dos Advogados do Brasil ‚Äď Se√ß√£o Par√° (OAB/PA), registraram o boletim de ocorr√™ncia, no dia (7), na Delegacia de Meio Ambiente (Dema), e est√£o acompanhando o caso.

O v√≠deo que mostra a cachorra sendo arrastada ganhou ampla repercuss√£o nas redes sociais. Nas imagens, √© poss√≠vel ver que duas pessoas ‚Äď sendo um adulto e uma crian√ßa ou jovem ‚Äď seguem na motocicleta em velocidade consider√°vel, puxando a cadela por uma corda. Cansada, a bichinha n√£o aguenta mais correr e cai.

A partir daí ela passa a ser arrastada por cerca de 10 metros no asfalto, até a corda arrebentar e ela ser abandonada ferida na rua. Moradores acionaram as voluntárias do Au Family que fizeram o resgate da vira-lata, cor de caramelo, que já conseguiu ser adotada por uma família.

Coment√°rios