Advogado defende a presença de guarda municipal no hospital de Pauini

214

Após o assassinato ocorrido dentro do hospital de Pauini, no sul do Amazonas,
no dia 03 de maio, o advogado Adenir Souza da Costa, defendeu o destacamento de um efetivo da guarda civil municipal para oferecer o mínimo de segurança tanto aos profissionais que trabalham constantemente naquela Unidade Hospitalar quanto pacientes .

Para o advogado, a demora devido ao formalismo para contratar uma empresa de segurança armada ou com o destacamento de policiais da capital àquela cidade, só aumentaria o pânico vivido pelos profissionais da saúde e usuários daquele estabelecimento.

Foto : Divulgação / Advogado Adenir Souza da Costa

O advogado destacou, ainda, que embora o hospital de Pauini não esteja municipalizado, como muitos ainda acreditam, não há impedimento legal por parte da prefeitura em colocar a guarda civil municipal de serviço.

A guarda civil municipal simboliza a segurança pública nos municípios. Sua função é de extrema importância para zelar pelo bem dos cidadãos e a segurança patrimonial ao executar policiamento administrativo ostensivo.

Ao final, o causídico salientou que o formalismo para contratar a empresa de segurança ou as providências a serem tomadas pelo Estado, não devem estar acima do direito a vida de qualquer cidadão que trabalha e necessite dos serviços hospitalares.