Agente de saúde morta por sarampo não havia sido imunizada

311

A agente de saúde Alcimarina Jakiminutt, de 44 anos, estava trabalhando sem ter sido vacinada contra sarampo, segundo familiares. Ela é a quarta pessoa que morreu por causa da doença no Amazonas neste ano após o estado registrar surto.

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) confirma que a agente não tomou a vacina, mas afirma que os adultos estão sendo vacinados em todo o Estado.

Além do sarampo, a agente de saúde teve quadro agravado por uma infecção urinária, pneumonia e com diabetes alta. Ela foi levada por familiares de Autazes para a capital no dia 27 de julho. Em Manaus, a peregrinação por atendimento médico iniciou no Hospital Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, localizado na Zona Centro-Sul da capital.

Na unidade hospitalar da Zona Norte, Alcimarina foi para emergência e passou por exames, que constataram pneumonia. Ela ficou internada, de acordo com a família.

Segundo a família, uma médica do Hospital Delphina Aziz descartou a possibilidade de a paciente estar com sarampo. Os familiares pediram para transferir a agente de saúde para o hospital de referência no atendimento de doenças infectocontagiosas, o Hospital Tropical. Porém, a transferência não foi autorizada pela equipe do Delphina Aziz,

Para a família da agente de saúde, as falhas na prevenção do sarampo e as negligências no atendimento hospitalar foram decisivas para o óbito no dia 4 de agosto.

Fonte: G1

Comentários