Alunos limpam escola para aprender a valorizar patrim√īnio

76

No Japão, atividades como varrer e passar pano no chão, lavar o banheiro e servir a merenda fazem parte da rotina escolar dos estudantes do ensino fundamental ao médio. Em escolas japonesas, também não existem refeitórios, os estudantes comem na própria sala de aula e são eles mesmos que organizam tudo e servem os colegas.


Ap√≥s as refei√ß√Ķes, os alunos s√£o divididos em grupos, e cada um √© respons√°vel por lavar o que foi usado na refei√ß√£o e pela limpeza da sala de aula, dos corredores, das escadas e dos banheiros num sistema de rod√≠zio coordenado pelos professores.

Durante Copa do Mundo no Brasil, a torcida japonesa chamou aten√ß√£o por limpar as arquibancadas durante os jogos e tamb√©m nas ruas das cidades japonesas. Isso mostra o n√≠vel de organiza√ß√£o do povo japon√™s, que aprende desde pequeno a cuidar de um patrim√īnio p√ļblico que ser√° √ļtil para as pr√≥ximas gera√ß√Ķes. Os alunos japoneses n√£o brincam, ou simulam a faxina. Eles fazem o trabalho eficientemente de limpeza e organiza√ß√£o, assim como outras atividades na escola.

J√° no Brasil, escolas que sugerirem que os alunos ajudem na limpeza das salas podem ser denunciadas por pais ou pelo pr√≥prio poder p√ļblico. Al√©m de serem comuns v√≠deos em redes sociais, nos quais alunos agridem professores.

Os valores se constroem assim. Experimentando e se posicionado como agente transformador da realidade, a cultura da persistência se constrói assim. Aprende Brasil !

Exemplo pra muita gente grande
Exemplo pra muita gente grande

 

Coment√°rios