Inicial Notícias Amazonas Amazonenses ajudam com doações espontâneas pacientes em tratamento com doença do sangue no Hemoam

Amazonenses ajudam com doações espontâneas pacientes em tratamento com doença do sangue no Hemoam

Em 2019, a Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas – Hemoam, registrou 152 casos de leucemia. Segundo o Relatório de Gestão da Instituição de 2018, foram atendidos 26.550 pacientes com doenças do sangue.

Conforme informações do Instituto Nacional do Câncer – Inca, a leucemia é uma doença maligna dos glóbulos brancos, geralmente, de origem desconhecida no qual atinge 10.800 brasileiros por ano. Tem como principal característica o acúmulo de células doentes na medula óssea.

Sintomas: dor nos ossos e articulações, fadiga, pequenas manchas avermelhadas ou roxas pelo corpo, dor de cabeça, náusea, sangramento nasal e na gengiva, palidez, vômito e visão dupla.

Prevenção: os exames de rotina se enquadram na prevenção da leucemia. É necessária atenção para qualquer alteração no sangue que possa surgir nestes exames e, caso exista suspeita da leucemia, é realizado um exame chamado mielograma, no qual é coletado uma pequena quantidade de medula óssea e se o resultado for positivo, o tratamento deve der iniciado imediatamente.

Pensando no auxilio do tratamento da doença, a Fundação de Apoio ao Hemoam – Sangue Nativo, em 2017, lançou o Programa Troco Solidário que arrecada doações espontâneas em redes de supermercados parceiros em situados em Manaus para apoio à assistência de pacientes com doenças do sangue em tratamento na Fundação Hemoam.

Em entrevista ao Jornal Extra a psicóloga, Bia Nóbrega, fala da relação entre a doação e saúde mental, “melhor que doar é receber. A ciência nos mostra que há uma relação causal entre a caridade e a saúde mental. As pessoas que são solidárias, sistematicamente têm menor propensão à depressão e ansiedade, e são mais esperançosas por se sentirem no exercício do bem” destacou Nóbrega.

O Programa Troco Solidário conta ainda, com a parceria da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), para garantir a total transparência dos recursos recebidos e da aplicação das doações. A Secretaria também criou um código tributário específico que permite que as pessoas possam fazer suas doações em estabelecimentos comerciais, sem precisar usar o sistema bancário.

Por sua vez, a Fundação Sangue Nativo divulga para toda a sociedade, relatórios sobre os valores arrecadados em seus meios de comunicação.

Amazonenses ajudam com doações espontâneas pacientes em tratamento com doença do sangue no Hemoam / Foto: Asscom Hemoam

Comentários

Carregue Mais Notícias Relacionadas
Comentários estão fechados.