Home Regionalismo Memórias do Amazonas Aniversário de Itacoatiara

Aniversário de Itacoatiara

5 min - tempo de leitura
296

Hoje, 25 de abril, é aniversário da cidade de Itacoatiara!! O nome “Itacoatiara”, significa em língua indígena, donde procede, “pedra pintada”. Foi dada essa denominação ao local em consequência da existência ali de inscrições gravadas em algumas pedras, no rio, defronte a atual cidade.

A "pedra lavrada" que deu origem ao nome da cidade. Supõe-se que os escritos foram feitos por jesuítas - e não por índios nativos, como muitos acreditam. Foto: Fábio Tito
A “pedra lavrada” que deu origem ao nome da cidade.
Supõe-se que os escritos foram feitos por jesuítas – e não por
índios nativos, como muitos acreditam. Foto: Fábio Tito

Na foz do rio Muturá, afluente do rio Madeira foi fundado por Ferreira João Sampaio, nos meados do século XVIII, o primeiro núcleo de povoamento organizado em território do atual município de Itacoatiara. Não permitiram, todavia, os terríveis índios Muras o desenvolvimento da aldeia recém fundada, atacando-a várias vezes e forçando a retirada de seus habitantes para o rio Canumã, onde estes se instalaram. Mais ainda ali lhe vão ao encalço, pouco depois os ferozes Muras, obrigando-os a nova retirada, desta vez para o rio Abacaxis.

Orla de Itacoatiara-AM-Foto:tucla
Orla de Itacoatiara-AM-Foto:tucla
  • Em 1655 é criada pelo padre Antônio Vieira a Missão de Aroaquis na ilha do Aibi.
  • Em 1757, os habitantes da aldeia dos Abacaxis são transferidos para a margem esquerda do Amazonas, onde atualmente está a cidade de Itacoatiara.
  • Em 1758 Francisco Xavier de Mendonça passa pelo local em sua segunda viagem pela região, com a finalidade de instalar a Capitania de São José do Rio Negro.
  • Em 1759, a aldeia é elevada a vila com a denominação de Serpa. Data daí conseqüentemente a criação do município. Foi a terceira vila instalada no Amazonas, antecederam-na as de Borba e Barcelos.
  • Em 1833 é suprimido o nome de Vila, passando Serpa a Freguesia ou Colégio Eleitoral, dependendo do termo da Vila de Manaus e sob a invocação de Nossa Senhora do Rosário de Serpa.
  • Em 01.12.1857, pela Lei nº 74, deu-se a restauração do município.
  • Em 24.06.1958, deu-se a reinstalação do município.
  • Em 1865, foi a Vila de Serpa invadida por um grupo de bandidos. Eles invadiram silenciosamente o quartel e a cadeia, onde se apossaram de armamento e munição. Depois rompeu pelas ruas da cidade numa verdadeira confusão, ao “som de tambores, gritos subversivos e tiros”. Desperta então um sobressalto a população da vila. Passados os primeiros instantes, reagem os habitantes da vila sob o comando do Capitão da Guarda Nacional, Antônio José Serudo Martins, secundado pelo Cabo José Maquine, indo ao encontro dos bandidos. A luta, todavia, prosseguiu e pouco depois os invasores não resistindo ao ímpeto dos defensores da vila, saíram em debandada.
  • Em 27.11.1872, pelo Decreto Imperial nº 5.146, é criado o termo judiciário de Serpa.
  • Em 25.04.1874, com base em projeto do deputado Damasco de Souza Barriga, convertido na Lei nº 283, a antiga Vila de Serpa é elevada à categoria de cidade, com o nome de Itacoatiara. Depois de Manaus e Tefé, foi a primeira localidade do Amazonas à categoria de cidade.
Catedral Nossa Senhora do Rosário
Catedral Nossa Senhora do Rosário.
Foto: de Wilmar Santin
Marinha do Brasil em Itacoatiara
Marinha do Brasil em Itacoatiara
Foto: de Wilmar Santin
Outro Casarão da 3º Maior Cidade do Amazonas
Outro Casarão da 3º Maior Cidade do Amazonas
Foto: de Wilmar Santin
Casarão Antigo de Itacoatiara
Casarão Antigo de Itacoatiara
Foto: de Wilmar Santin
Itacoatiara a margem do maior Rio do Mundo o Rio Amazonas
Itacoatiara a margem do maior Rio do Mundo o Rio Amazonas
Foto: de Wilmar Santin

 

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Memórias do Amazonas

Deixe uma resposta

Leia Também

Pantanal está pegando fogo em proporções nunca registradas! Uma verdadeira tragédia pro Brasil e o mundo!

Nos primeiros sete meses deste ano, o principal rio do Pantanal, o rio Paraguai, atingiu o…