Apelido de Cerveró na planilha de propina era “lindinho”

3

Quem dedurou o apelido de  Nestor Cerveró foi Eduardo Musa, ex-gerente da Petrobras.

Foto: André Dusek
Foto: André Dusek

Nas planilhas de pagamentos de propina da Diretoria Internacional da estatal,  Cerveró era identificado como “Lindinho”. Musa foi vizinho de departamento de Nestor Cerveró somente após 2006, apesar de fazer parte dos quadros da empresa desde 1978.

Ainda segundo o delator, sempre se ouviu falar de vantagens indevidas nas mais diversas áreas da Petrobras. Mas apenas quando se tornou gerente Internacional é que pode comprovar que não se tratavam de boatos.

Nestor Cerveró, recebeu de Sérgio Moro condenação de 12 anos, 3 meses e 10 dias de reclusão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Quanto ao apelido fofo dele na prisão, ainda não se sabe se continua o mesmo.

Comentários

comentários

Loading...