Inicial Notícias Amazonas “Apoio Cidadão” do Governo do Estado contribui para a melhoria das condições de famílias amazonenses

“Apoio Cidadão” do Governo do Estado contribui para a melhoria das condições de famílias amazonenses

Criado para dar assistência à população mais vulnerável e reduzir o impacto social da pandemia do novo coronavírus, o auxílio emergencial do Programa Apoio Cidadão tem sido um alento a famílias amazonenses. O benefício de R$ 200 é destinado à compra de itens de primeira necessidade, exclusivamente em lojas credenciadas, por meio de cartão magnético fornecido pelo Governo do Estado.

Durante anúncio em que autorizou o pagamento da segunda parcela do benefício, o governador do Estado, Wilson Lima, destacou a relevância do Apoio Cidadão neste momento. “Isso é fundamental para garantir a segurança alimentar daquelas pessoas em condição de vulnerabilidade social. É importantíssimo para elas superarem esse momento tão difícil em que muitas famílias perderam suas rendas”, destacou.

Gustavo Zanatta, de 23 anos, é uma das 50 mil pessoas que receberam o auxílio emergencial “Apoio Cidadão”. Graduado em Psicologia pouco antes do início da pandemia, ele ficou sem oportunidade de conseguir um emprego com a crise ocasionada pelo novo coronavírus.

“Desde a graduação, enquanto eu cursava psicologia, eu já era inscrito no Cadastro Único porque têm vários auxílios para os estudantes e quando eu formei, fiquei sem emprego. Vi a notícia de que o Governo (do Estado) concederia auxílio para as pessoas que estavam inscritas no Cadastro Único, a partir de alguns critérios, e que sairia uma lista com nomes das pessoas que seriam contempladas, então, eu fui procurar essa lista e vi que meu nome estava nela”, afirmou.

Com a retirada do auxílio, ele conta que houve mudança dentro de casa tanto em relação à alimentação quanto à aquisição de produtos de higiene. “Quem me conhece sabe que eu estava tentando economizar ao máximo, mas eu estava deixando de comprar algumas coisas para encaixar no orçamento, que estava muito pequeno. E com o auxílio, não só alimentação, mas os produtos de higiene, eu pude comprar também com maior variedade e quantidade”, disse o psicólogo, o qual destaca ainda que este auxílio está sendo um diferencial na vida das famílias. “Tem muita gente passando necessidade e outros que não têm essa consciência de saber que, às vezes, R$ 200 para essas pessoas é muito, assim como foi para mim também”, acrescentou.

Abrangência do benefício – Segundo a Seas, pelo menos 25 mil pessoas receberão o cartão na capital e outras 25 mil no interior. Neste mês de maio, o Estado destinou R$ 10 milhões em recursos próprios ao pagamento do benefício.

No interior, a distribuição dos cartões aconteceu em parceria com os Correios e a Associação Amazonense de Municípios (AAM). “É de suma importância esse valor que o governador destinou para essas famílias, pois por meio dele, muitas podem passar a ter o alimento em suas casas. Isso veio em uma boa hora para o nosso estado”, ressaltou a secretária da Seas, Maricília Costa.

Além de apoiar as famílias em situação de vulnerabilidade social neste contexto de pandemia, o auxílio emergencial representa um estímulo à economia com a injeção de recursos na capital e no interior. “Esse benefício vai contribuir não só para os beneficiários, mas também para a economia dos municípios”, comentou Selma Melo, assistente social e diretora do Departamento de Proteção Social Básica, da Seas. “Quem vê de fora, muitas vezes não imagina o quanto esse valor faz uma diferença enorme”, complementou.

Desde o início da pandemia, a Seas também já forneceu mais de 700 toneladas de alimentos, além de montar pontos de acolhimento para a população mais vulnerável. Essas medidas buscam melhorar as condições das pessoas assistidas considerando o contexto atual.

Comentários

Carregue Mais Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta