Após bate-boca, Trump desliga ligação com premier da Austrália

6

De acordo com o jornal “The Washington Post”, semana passada,  o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, interrompeu abruptamente uma ligação telefônica com o primeiro-ministro australiano Malcolm Turnbull.

O jornal revelou que o motivo teria sido a crítica feita ao acordo para realocar refugiados e exaltar sua vitória nas eleições de novembro.

A Austrália é uma das aliadas mais próximas dos Estados Unidos, um dos chamados cinco olhos com quem Washington divide informação sensível.

De suas quatro ligações telefônicas com líderes mundiais na semana passada, “esta foi a pior de longe”, teria dito Trump à Turnbull, segundo o “Post”.

Ao ser consultado nesta quinta-feira sobre a informação do jornal americano, o primeiro-ministro australiano respondeu:

— Agradeço seu interesse, mas é melhor que estas conversas sejam francas e privadas. Posso assegurar que a relação é muito forte.

O relato do “Post” é muito diferente do informe oficial oferecido por ambos os governos depois da conversa.

Turnbull disse na segunda-feira que concordou com Trump em honrar o acordo alcançado com o ex-presidente Barack Obama para realocar um número não especificado das 1.600 pessoas que a Austrália abriga em centros de Nauru e Papua Nova Guiné.

Existem temores de que Trump rescinda o acordo depois de promulgar um decreto anti-imigratório que suspende o ingresso de refugiados e cidadãos de sete países muçulmanos.

Depois da informação do “Post”, Trump pôs em dúvida o acordo no Twitter.

“Pode acreditar? A administração Obama acordou receber milhares de imigrantes ilegais da Austrália. Por quê? Estudarei este acordo estúpido”, escreveu.

Após bate-boca, Trump desliga ligação com premier da Austrália / Divulgação
Após bate-boca, Trump desliga ligação com premier da Austrália / Divulgação

Comentários

comentários

Loading...