Após briga entre senadores reunião de reforma é suspensa

246

Na tarde desta terça (23/5) a reunião da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado acabou de uma forma pouco imaginada por quem assistia a transmissão ao vivo da TV Senado.

A balbúrdia começou na hora da leitura do relatório do senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) sobre o projeto de lei da reforma trabalhista.

Brasília - Sessão da CAE onde seria lido o relatório da reforma trabalhista é suspensa após confusão entre os senadores Ataides Oliveira e Randolfe Rodrigues. (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Brasília – Sessão da CAE onde seria lido o relatório da reforma trabalhista é suspensa após confusão entre os senadores Ataides Oliveira e Randolfe Rodrigues. (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Loading...

Pouco antes, a comissão havia realizado audiência pública sobre a reforma, e o presidente da CAE, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), ia dar prosseguimento aos trabalhos com a leitura do relatório.

Senadores de oposição, na tentativa de obstruir a leitura, apresentaram duas questões de ordem, rejeitadas. Os oposicionistas, então, levantaram-se bastante exaltados para tentar impedir a continuidade da reunião.

Começou, então, um bate-boca que evoluiu para ameaças, insultos e agressões, pelo menos verbais, que por muito pouco não acabaram em vias de fato. A sessão foi suspensa.

Os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Ataídes Oliveira (PSDB-TO), por exemplo, quase se agrediram fisicamente.

A confusão começou quando Randolfe virou-se para o colega Ataídes e gritou: “Vocês estão sustentando um governo corrupto, mas nós não vamos aceitar isso”.

Visivelmente irritado, Ataídes partiu para o ataque. “Você é bandido e vagabundo”, respondeu o tucano.

Brasília - Sessão da CAE onde seria lido o relatório da reforma trabalhista é suspensa após confusão entre os senadores Ataides Oliveira e Randolfe Rodrigues. (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Brasília – Sessão da CAE onde seria lido o relatório da reforma trabalhista é suspensa após confusão entre os senadores Ataides Oliveira e Randolfe Rodrigues. (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Comentários

comentários