Após ganhar BBB19, Paula vai parar na delegacia. Entenda

1000

De acordo com o delegado titular da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intoler√Ęncia (Decradi) do Rio, Gilbert Stivanello, o coment√°rio de Paula no reality pode ser enquadrado como inj√ļria ou preconceito alusivo √† religi√£o.

A vencedora do BBB19 que faturou R$ 1,5 milh√£o, Paula Von Sperling, chegou na Decradi, por volta das 16h da √ļltima segunda-feira, para depor. Paula est√° sendo investigada por intoler√Ęncia religiosa enquanto estava dentro do reality show.

Foto: Divulgação/Francisco Silva/AgNews
Foto: Divulgação/Francisco Silva/AgNews

O depoimento de Paula durou cerca de duas horas, e em seguida a ex-BBB deixou o local acompanhada da irmã sem dar entrevistas e com o rosto coberto, além de tampar as janelas do carro.

Entenda o caso

Em uma conversa que aconteceu no dia 6 de fevereiro, Paula fez v√°rios coment√°rios que foram vistos como preconceituosos por parte da audi√™ncia do programa. Durante o di√°logo com Diego e Hariany, Paula revela ter medo de Rodrigo por ele ter contato “com esse neg√≥cio de Oxum” e afirmou: “Nosso Deus √© mais forte”.

Depois de ser eliminado do programa, Rodrigo prestou depoimento, já que a ofensa foi dirigida a ele no programa. Segundo o delegado, se considerada culpada, Paula pode pegar até três anos de pena, que varia de um a três anos de reclusão e multa.

Coment√°rios