Arqueólogos descobrem crânios com formato bizarro no Amazonas

977
Arqueólogos descobrem crânios com formato bizarro no Amazonas
Arqueólogos descobrem crânios com formato bizarro no Amazonas

De acordo com fontes ligadas ao Patrimônio Arqueológico de São Sebastião do Uatumã, um grupo de arqueólogos encontrou alguns crânios com deformações bem peculiares em um cemitério indígena de mil anos próximo ao vilarejo de Santa Rosa, na região de fronteira entre os municípios São Sebastião do Uatumã e Maraã. No total, foram descobertas 25 ossadas, das quais 13 apresentavam as anomalias cranianas, e cinco delas mostravam sinais de mutilação dental.

Segundo os arqueólogos, os ossos pertencem a indivíduos do grupo indígena Karipawá e, apesar de crânios semelhantes já terem sido encontrados em outras regiões do Amazonas, esta é a primeira vez que se descobrem ossos desse tipo na região do alto solimões. Conforme explicaram os pesquisadores, a deformação cranial era uma prática utilizada pelas culturas indígenas sul-americanas para diferenciação de classes sociais.

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)
(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)

Alguns dos indivíduos contavam com objetos ornamentais feitos com castanha, como colares, braceletes e brincos, sendo que um dos corpos foi, inclusive, enterrado acompanhado de uma carapaça de tartaruga. De acordo com o site Past Horizons, dos 25 corpos encontrados, 17 pertenciam a indivíduos entre os cinco meses de vida aos 16 anos de idade, e especula-se que eles possam ter morrido devido ao processo utilizado para provocar as deformações.

Comentários

comentários

Loading...