Home Notícias Manaus Assembleia Legislativa e Transire doam mil protetores faciais aos profissionais de saúde da Capital

Assembleia Legislativa e Transire doam mil protetores faciais aos profissionais de saúde da Capital

4 min - tempo de leitura
39

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) doou nesta segunda-feira (27), mil protetores faciais aos profissionais de saúde dos Hospitais 28 de Agosto, João Lúcio e Platão Araújo. O material de proteção à Covid-19, por sua vez, foi doado à Aleam pela empresa Transire Componentes Eletrônicos, instalada no Polo Industrial de Manaus (PIM), por meio do projeto filantrópico mantido financeiramente por servidores da Casa, o Assembleia Viva.

Foto: Divulgação

De acordo com a diretora de Assistência Social da Aleam, Isabel Fontes, a parceria estabelecida entre o presidente da Casa, deputado Josué Neto (PRTB) e o presidente da Transire, Roberto Novais, vai socorrer servidores da saúde que frequentemente denunciam a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

“Mais uma vez a Assembleia Legislativa realiza doação de material de proteção para os servidores da Saúde. Essa é a orientação do presidente Josué Neto, que deixou o Assembleia Viva à disposição do auxílio a esses trabalhadores”, destacou Isabel Fontes.

Dos mil protetores doados, 400 foram enviados para o Hospital e Pronto Socorro João Lúcio, na Zona Leste de Manaus, 200 para o Hospital Platão Araújo, Zona Leste e 400 para o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, localizado na Zona Centro Sul.

Situação critica

O recebimento do material foi comemorado pelo técnico de enfermagem do Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, Gerson Mauro, que reclama da falta de material de proteção dentro da unidade de saúde.

“Está faltando material. Nós recebemos a doação de alguns, mas não foi suficiente para atender a todos os técnicos, enfermeiros e médicos e também os maqueiros e os porteiros que trabalham direto com a Covid-19”, lamentou Gerson Mauro, que agradeceu o “gesto muito significativo”.

Para Lanusia Márcia, que trabalha no Hospital e Pronto Socorro João Lúcio, como fonoaudióloga, a doação feita pela Assembleia Legislativa em parceria com a empresa Transire, é gratificante frente ao momento difícil. “Só temos a agradecer a Deus por colocar pessoas boas no nosso caminho, que podem nos ajudar. Sei que precisamos de muito, mas o pouco é muito para quem não tem nada”, ressaltou Lanusia.

Representante do Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, o enfermeiro Enedilson Aguiar, lembrou que quando a pandemia do novo coronavírus chegou a Manaus, o hospital apontado pelo Governo do Estado como referência para o atendimento para Covid-19, foi o Delphina Aziz, localizado na Zona Norte da cidade, mas que por algum motivo a unidade de saúde em que trabalha também passou a atender pacientes com a doença.

Segundo Enedilson Aguiar, atualmente o Hospital Platão Araújo tem uma média de 80 pacientes internados, por conta da enfermidade. “Nós já tivemos amigos, técnicos, enfermeiros e médicos que foram a óbito. A possibilidade de nos prevenir e não levarmos a contaminação para nossas casas é muito importante. Estar na linha de frente é difícil, apesar de estarmos acostumados a trabalhar em prontos-socorros, o que estamos vivendo é surreal”, lastimou Enedilson Aguiar.

 

 

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por No Amazonas é Assim
Carregar Mais Em Manaus

Deixe uma resposta

Leia Também

Ex-secretária da Susam afirma que vice-governador era quem mandava na Saúde

Na última terça-feira (20/10), foi divulgado o depoimento da ex-secretária da Saúde do Est…