Home Notícias Brasil Bailarino é levado em camisa de força por guardas municipais durante apresentação em praça

Bailarino é levado em camisa de força por guardas municipais durante apresentação em praça

4 min - tempo de leitura
7

Um bailarino foi abordado e contido por agentes da Guarda Municipal e por funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) durante apresentação em uma praça de Caxias do Sul, na serra gaúcha.

Bailarino é levado em camisa de força por guardas municipais durante apresentação em praça - Imagem: Reprodução
Bailarino é levado em camisa de força por guardas municipais durante apresentação em praça – Imagem: Reprodução

O caso bizarro aconteceu na manhã do último sábado (28/10), na Praça João Pessoa.
O bailarino é Igor Cavalcante Medina. e estava realizando a apresentação chamada de “Fim.”,que integra a 8ª edição do Caxias em Movimento. O local da perfomance era a Praça da Bandeira, como consta na programação do evento no site da prefeitura.

Vídeos do momento da abordagem ao artista, mostram que ele estava de sunga e com um arame farpado enrolado no corpo. Aparece também um guarda municipal segurando uma de suas mãos. Outros agentes estão na frente, um deles ao telefone.

Numa segunda gravação, uma ambulância aparece ao fundo e dois funcionários do Samu se aproximam, uma mulher com uma camisa de força e um homem empurrando uma maca. O bailarino segue falando.

Já na última gravação, funcionários do Samu e guardas municipais tentam colocar o bailarino na maca. Ele se recusa e reclama da ação.

Não há informações precisas do artista. Porém as secretarias da Cultura e Saúde, além da Companhia Municipal de Dança, informaram que só vão se manifestar por meio da prefeitura.

O diretor da Guarda Municipal, Ivo Rauber, afirmou que os agentes foram chamados por volta das 10h. Ele acrescentou que não sabia que ocorreria uma apresentação artística no local. “Em nenhum momento a Guarda foi comunicada que teria algum evento desse feitio (…) Imagina se a gente deixa ele sozinho e acontece um suicídio?”, questionou.
A Guarda foi até o local. Chegando lá, os guardas abordaram o rapaz e perguntaram o que estava acontecendo e perguntaram o nome. Ele não falava nada, não se identificava e olhava para cima com olhos arregalados e gritava sem falar com os guardas.”
Rauber salientou que o homem não reagiu, e que não estava cometendo crime. Constataram que estava em surto e por isso chamaram o Samu. Não usaram algemas, apenas seguraram no braço, ele estava com o corpo enrolado com arame farpado e saía sangue. Os guardas municipais ficaram preocupados.”

“Quando o Samu chegou, eles assumiram a ocorrência. Só ajudaram a colocar na maca. Técnicos do Samu colocaram camisa de força”, completou.

Em nota, a Prefeitura de Caxias do Sul informou que está apurando as informações e que, a partir desta segunda-feira (30), passará a ouvir os relatos dos envolvidos para “esclarecer a situação e dar os encaminhamentos necessários”.

Confira o vídeo da treta:

https://youtu.be/Il1xDjCHDI0

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por No Amazonas é Assim
Carregar Mais Em Brasil

Deixe uma resposta

Leia Também

Questionada se havia comido a carne de Rhuan, mãe assassina responde: “O cheiro estava bom”

Rhuan Maycon da Silva Castro, de apenas 9 anos, foi morto cruelmente. As assassinas da cri…