“Bot√£o do p√Ęnico” ajudar√° mulheres v√≠timas de viol√™ncia no Amazonas

287

A nova ferramenta “Alerta Rosa”, ou “Bot√£o do P√Ęnico” poder√° ajudar mulheres v√≠timas de agress√£o e em situa√ß√£o de risco no Amazonas.
√Č um aplicativo, que tem o sistema de socorro para dispositivos m√≥veis, originou-se de uma parceria p√ļblico e privado, j√° est√° dispon√≠vel para sistema operacional Android.
O lançamento da ferramenta ocorreu nesta terça-feira 29 de setembro, em Manaus.

"Bot√£o do p√Ęnico" ajudar√° mulheres v√≠timas de viol√™ncia no Amazonas
“Bot√£o do p√Ęnico” ajudar√° mulheres v√≠timas de viol√™ncia no Amazonas

Uma das fun√ß√Ķes do aplicativo √© o “Alerta Rosa”, do Portal da Mulher Amazonense, desenvolvido pela FabriQ Projetos e a Samsung, em parceria, com o Governo do Amazonas.

A iniciativa permitiu abrir para as mulheres v√≠timas de viol√™ncia no estado, um novo canal de acesso √† rede de prote√ß√£o estadual, que re√ļne Pol√≠cias Civil e Militar, al√©m de √≥rg√£os sociais.

O diretor executivo da FabriQ, Fredson Encarna√ß√£o, explicou que as mulheres poder√£o fazer o download do aplicativo, gratuitamente, mas somente os usu√°rios previamente cadastrados na Delegacia Especializada de Crimes contra a Mulher (DECCM) poder√£o acionar a fun√ß√£o de “bot√£o do p√Ęnico”.

“Ele [aplicativo] foi desenvolvido para proteger as mulheres. Existe a fun√ß√£o do Alerta Rosa para acessar a rede de prote√ß√£o e conseguir ser atendida de maneira mais √°gil. Para utilizar essa fun√ß√£o, a mulher ter√° que procurar a delegacia, onde ser√£o coletadas informa√ß√Ķes sobre ela e sobre o agressor. S√≥ ent√£o, o Alerta Rosa ficar√° dispon√≠vel para acionamento e a mulher estar√° identificada. O sistema tem georreferenciamento atrav√©s de GPS e a rede de prote√ß√£o conseguir√° encontr√°-la”, explicou Encarna√ß√£o.

Ap√≥s o alerta de risco ser enviado pelo aplicativo ao Centro Integrado de Opera√ß√Ķes de Seguran√ßa (Ciops), uma atendente da rede ir√° entrar contato com a usu√°ria para verificar a situa√ß√£o de risco.
Mesmo se a ligação não for atendida, a vítima estará identificada e o sistema de localização, por georreferenciamento, indicará o local. Com os dados, a Polícia Militar poderá socorrer a vítima. Além disso, uma viatura do Programa Ronda no Bairro ou do Ronda Maria da Penha será enviada ao local.

Na op√ß√£o do “Violent√īmetro”, a mulher indica qual tipo de viol√™ncia ela est√° sofrendo e o sistema indica qual √© a melhor medida que deve ser tomada. O aplicativo tamb√©m informa os locais e telefones que as v√≠timas podem buscar ajuda.

O Aplicativo ainda tem outras fun√ß√Ķes e uma delas √© a o canal de den√ļncia, onde h√° op√ß√£o para denunciar anonimamente agress√Ķes contra terceiros (vizinhas, amigas e conhecidas).

“Vai ser fundamental para que possamos dar mais agilidade aos procedimentos de prote√ß√£o das mulheres v√≠timas de viol√™ncia. Com o aplicativo, a mulher v√≠tima da viol√™ncia de qualquer natureza ser√° imediatamente socorrida”, destacou o governador do Amazonas, Jos√© Melo.

A titular da Secretaria de Justi√ßa, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Gra√ßa Prola, explicou que o “Alerta Rosa” deve beneficiar mulheres com hist√≥rico de amea√ßa e les√£o corporal.

“Apenas mulheres que t√™m hist√≥rico de agress√£o, especificamente pelos crimes de amea√ßa e les√£o corporal, podem acessar o alerta de p√Ęnico. No entanto, nenhuma mulher vai ficar sem assist√™ncia necess√°ria”, afirmou.

“Bot√£o do P√Ęnico”
O tradicional “Bot√£o do P√Ęnico” – dispositivo eletr√īnico que permite que v√≠timas em situa√ß√£o de risco iminente acionem a pol√≠cia – √© uma medida tamb√©m j√° usada na capital amazonense. Cerca de 100 mulheres v√≠timas de agress√Ķes em Manaus utilizam o “Bot√£o do P√Ęnico”. “Esse j√° est√° em uso para n√£o haver a r√©plica da viol√™ncia e evitar as mortes letais por homic√≠dio”, ressaltou a secret√°ria.

√Č crescente o √≠ndice de viol√™ncia em Manaus, no per√≠odo de janeiro a agosto deste ano, 1.737 mulheres foram v√≠timas de viol√™ncia por agress√£o f√≠sica. Ao todo, 2.817 ocorr√™ncias de viol√™ncia dom√©stica e familiar foram registradas, de acordo com a Sejusc.

"Bot√£o do p√Ęnico" ajudar√° mulheres v√≠timas de viol√™ncia no Amazonas
“Bot√£o do p√Ęnico” ajudar√° mulheres v√≠timas de viol√™ncia no Amazonas

Fonte: G1

Coment√°rios