Cai nº de emprego com carteira assinada no Amazonas

2

A pesquisa divulgada na semana passada, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD), aponta que o emprego no setor privado com carteira de trabalho assinada caiu 8,6% entre julho e setembro de 2015, em relação ao mesmo trimestre de 2014. A taxa de desemprego subiu 10%  nesse período.

A pesquisa aponta que, 35 mil trabalhadores saíram da formalidade privada no Amazonas. E trabalhadores do setor privado sem carteira de trabalho assinada, também tiveram queda de -12,1%, redução de 23 mil postos de trabalho. Porém houve crescimento no número de trabalhadores por conta própria: em 2014 eles eram 458 mil; já em 2015 passaram a ser 495 mil.

A Região Metropolitana de Manaus (RMM) e 13 municípios, com mais de 1,8 milhão de pessoas em idade de trabalhar, ficou com a 8º maior taxa de desocupação entre as regiões metropolitanas do Brasil no terceiro trimestre (11,2%), onde havia 126 mil pessoas desocupadas.

Alojamento e alimentação foi a atividade que teve o melhor desempenho estadual com 18,6% de crescimento. Outra atividade que teve bom desempenho foi comércio e reparação de veículos automotores com 5%.

Amazonas tem 8º maior taxa de desocupados do Brasil
Amazonas tem 8º maior taxa de desocupados do Brasil

 

Comentários

comentários

Loading...