Camu-camu √© avaliado em pesquisa para o tratamento de √ļlceras de press√£o em pacientes acamados

88

Um dos principais problemas enfrentado pelos pacientes quando est√£o acamados s√£o os surgimentos de √ļlceras de press√£o. As feridas ocorrem em fun√ß√£o da falta de oxigena√ß√£o superficial da pele, provocada por compress√£o prolongada em pacientes acamados por longos per√≠odos.

Uma pesquisa desenvolvida pela m√©dica Tamara Menezes busca no camu-camu, o fruto nativo da regi√£o Amaz√īnica, uma nova terapia de tratamento para pacientes que sofrem com a doen√ßa.

O fruto nativo da regi√£o Amaz√īnica tamb√©m √© conhecido como¬†"camucamu", "ca√ßari", "ara√ß√°-d'√°gua", ou ainda "camocamo". / Foto: Divulga√ß√£o/Internet
O fruto nativo da regi√£o Amaz√īnica tamb√©m √© conhecido como¬†“camucamu”, “ca√ßari”, “ara√ß√°-d’√°gua”, ou ainda “camocamo”. / Foto: Divulga√ß√£o/Internet

O estudo √© desenvolvido com apoio da Funda√ß√£o de Amparo √† Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) por meio do Programa de Apoio Estrat√©gico ao Desenvolvimento Econ√īmico Ambiental do Estado do Amazonas (Amazonas Estrat√©gico).

Segundo Tamara, o estudo come√ßou em raz√£o do √≠ndice elevado de pacientes acamados com vulnerabilidade a forma√ß√£o de √ļlcera de press√£o. Nas pesquisas, o camu-camu j√° mostrou possuir alta concentra√ß√£o de vitamina C, superando frutos como a acerola, laranja e lim√£o.¬†A vitamina √© uma das principais respons√°veis por estimular¬†a forma√ß√£o das fibras col√°genas, presentes em todos os tecidos do corpo,¬†que ajudam no processo de cicatriza√ß√£o das √ļlceras ap√≥s tratadas.

‚ÄúA nossa pele √© formada por col√°geno, o nosso organismo em si tem uma defici√™ncia de uma enzima que n√£o produz a vitamina C, ou seja, n√≥s temos que ingerir para poder essa enzima sintetizar e acontecer √† produ√ß√£o de col√°geno. N√≥s precisamos ingerir pelo menos 100mg de vitamina C por dia, um camu-camu possui 180mg de vitamina C, ou seja, um fruto j√° ultrapassa a necessidade do corpo‚ÄĚ, afirmou.

A pesquisadora conta que o processo de cicatriza√ß√£o das √ļlceras √© considerado bastante complexo. Os fatores sist√™micos como: idade, doen√ßa de base, o uso de alguns medicamentos, al√©m de fatores locais como presen√ßa de corpos estranhos, infec√ß√£o ou necrose e localiza√ß√£o da ferida podem interferir no processo de restaura√ß√£o da ferida, prolongando ainda mais o tempo de cicatriza√ß√£o.

‚ÄúUm paciente que chega com uma ferida aberta contaminada √© iniciado o tratamento com o antibi√≥tico. A infec√ß√£o foi tratada, agora preciso cuidar da parte da cicatriza√ß√£o dessa ferida, onde √© necess√°rio estimular as c√©lulas do col√°geno, a√≠ que entramos com a ingest√£o do fruto camu-camu‚ÄĚ, conta a pesquisadora.

Pesquisa
Durante a pesquisa, Tamara afirma que percebeu uma concentração maior de vitamina C quando o fruto está verde.  Ainda conforme a pesquisadora, a ideia é fazer um suplemento oral e utilizar o mesmo extrato do fruto para produção, por exemplo: spray, pomada, cápsulas, gel e adesivos.

‚ÄúO camu-camu √© rico em vitamina C, possui at√© 60 vezes mais comparado a outros frutos. N√£o vamos extrair apenas a vitamina C, mas tamb√©m analisar outras potencialidades do fruto como a a√ß√£o antioxidante.Vamos avaliar os componentes importantes que cont√©m no fruto e depois fazer an√°lise laboratorial utilizando o fruto como base no processo de cicatriza√ß√£o‚ÄĚ, contou.

Fonte: Departamento de Difusão do Conhecimento (Decon)/ Fapeam

Coment√°rios