Capit√£o Alberto Neto solicita medidas do Minist√©rio da Sa√ļde para o surto de H1N1 no AM

142

Nesta segunda-feira (25/2) o deputado federal, Capit√£o Alberto Neto (PRB), esteve na sede do Minist√©rio da Sa√ļde em Bras√≠lia, para solicitar medidas urgentes contra o surto da gripe Influenza, H1N1, no estado do Amazonas.

Capit√£o Alberto Neto solicita medidas do Minist√©rio da Sa√ļde para o surto de H1N1 no AM – Imagem: Reprodu√ß√£o

De acordo com dados da Secretaria de Estado de Sa√ļde, o monitoramento das s√≠ndromes gripais, na capital amazonense, j√° detectou 149 casos at√© o dia (24/2) e quatro √≥bitos confirmados (duas crian√ßas menores de 5 anos e dois adultos jovens, entre 21 a 35 anos), sendo tr√™s ocasionados pelo v√≠rus H1N1 e o outro pelo Sincicial Respirat√≥rio. Outros casos de √≥bitos seguem em investiga√ß√£o. O interior do Estado tamb√©m confirmou dois outros √≥bitos (Parintins e Manacapuru). O cen√°rio j√° pode ser considerado um surto do v√≠rus no Amazonas.

O parlamentar publicou um v√≠deo nas redes sociais informando que acabava de sair da sede do Minist√©rio da Sa√ļde para cobrar medidas urgentes para tratar do surto do v√≠rus H1N1 no Amazonas. Alberto Neto informou que j√° foi montado um Gabinete de Crise, composto pelo vice-governador e Secret√°rio de Sa√ļde Carlos Almeida e org√£os estaduais de sa√ļde.

Capitão Alberto Neto em visita a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas РCECON РImagem: Divulgação

No √ļltimo final de semana, o deputado visitou a Funda√ß√£o Cecon, no bairro Dom Pedro, zona Oeste de Manaus, onde foi recepcionado pelo diretor-presidente da unidade, mastologista Gerson Mour√£o e pelo diretor t√©cnico, Marco Ant√īnio Rocha Cruz. Os m√©dicos conversaram com Capit√£o Alberto sobre as demandas da unidade de sa√ļde que √© refer√™ncia no tratamento de c√Ęncer.

O meu papel √© esse cobrar, fiscalizar, criar projetos e trabalhar em prol na nossa popula√ß√£o, podem contar que ningu√©m est√° dormindo aqui n√£o, estamos trabalhando em prol do nosso Estado“, declarou Alberto Neto.

Coment√°rios