Casal é preso após confessar o assassinato em testemunho em igreja evangélica

14

Nesta quarta-feira (16/12) foram apresentados a imprensa, o ajudante de pedreiro Raifram de Souza Miranda, de 19 anos, e a doméstica Denise Araujo Candido, 23 anos, suspeitos de participar do assassinato de um profético em Manaus. O homem tinha 53 anos e foi morto a pauladas dentro de sua residência, o crime ocorreu no dia 13 de agosto deste ano.

Imagem de Divulgação
Imagem de Divulgaçãoencia

No domingo (13/12) o casal estava num culto de uma igreja na Zona Norte de Manaus,  na hora do testemunho, o suspeito teria afirmado que já cometeu cinco homicídios. O primeiro deles aos 10 anos. Ele contou ainda que usa drogas desde os nove anos.

Segundo relato dos suspeitos à polícia, a vítima estava consumindo bebida alcoólica com duas adolescentes em sua residência, bairro Braga Mendes, na Zona Norte. Raifram foi até o local após receber uma ligação de uma das jovens. Ele teria ido acompanhado da esposa, um adolescente de 15 anos, um primo e outro suspeito. Após a chegada do grupo, o homem foi amarrado e morto a pauladas. Eletrodomésticos e alguns pertences pessoais foram roubados da residência.

Raifram e Denise disseram que estavam sob efeito de drogas no dia do crime. Ambos teriam ido embora após Denise passar mal, a suspeita está grávida do quarto filho.

Segundo a DEHS, a prisão do casal ocorreu após eles darem o testemunho, o casal deverá responder por homicídio qualificado. Eles serão encaminhados para penitenciárias em Manaus.

 

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail:

COMPARTILHAR

Comentários