Casal surpreende a plateia ao tirar as roupas e manterem relações ao vivo no reality show da TV

745

Antigamente, quando games, tablets e a tecnologia em si não era altamente acessível à todos, havia uma brincadeira de rua conhecida como “beijo, abraço ou aperto de mão”, também conhecido majoritariamente no Amazonas como “Pera, Uva, Maçã ou Salada Mista”. Na qual pêra representava dar um aperto de mão, uva dar um abraço,  maçã dar um beijo no rosto e a tão deliciosa Salada Mista representava um beijo de cinema!

A verdade é que com o passar do tempo, chegou a geração internet e as crianças pararam de brincar para se divertirem em seus tablets, notebooks e parafernalhas digitais.

Um reality de namoro, que acontece nos Estados Unidos, fez um remake dessa bricnadeira pra lá de “adulta”, cujo o nome Fuck Mary Kill traduzido em português, corresponde a F*, Case e Mate, no qual uma mulher que se esconde atrás de uma cortina de onde faz perguntas para três participantes distintos do sexo masculino, para escolher dentre eles um para fazer sexo.

Brincadeira termina em sexo ao vivo, em programa de TV
Brincadeira termina em sexo ao vivo, em programa de TV

Bom, depois de escolhido o pretendente, o casal não desperdiçou a chance, ali mesmo, no chão do estúdio, tiraram a roupa e “mandaram a ver” não se importando em ir ao ar enquanto iam às nuvens de prazer, incentivados pela plateia. Após cumprir a primeira parte do f*, a moça escolhe um dos dois candidatos remanescentes para casar, casando-se, em seguida, vestindo apenas um véu de noiva. Para finalizar o quadro, completando as três tarefas da brincadeira, ela precisa matar o último dos candidatos e escolhe fazer de forma “limpa e simples”: alvejando-o um “tiro” na cabeça.

O vídeo, com a legenda “um doloroso comentário sobre o estado do entretenimento americano” obteve mais de 1,6 milhão de visualizações e quase 2000 comentários em apenas quatro meses e polemizou no Youtube. Da mesma forma como muitos aplaudem a criatividade dos programas da TV americana, outros criticam o quadro, considerando-o de mau gosto e apelativo – outros chegam a perguntar sofreu e execução de verdade.

Assista abaixo ao vídeo:

Porém, esta não é a primeira sátira, e nem será a última, feita pelo grupo de artistas, que definem seus quadros como “brincalhonamente instigadores de pensamento”.

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail:

Comentários