Home Notícias Polícia “Cliente” não paga garoto de programa e o caso vai parar no 1º DIP em Manaus

“Cliente” não paga garoto de programa e o caso vai parar no 1º DIP em Manaus

2 min - tempo de leitura
135

Um fato ocorrido na manhã de ontem, na avenida Lourenço da Silva Braga, Centro da cidade, levou um garoto de programa de 27 anos e um cliente, de 19 anos, a comparecerem no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), localizado na Av Duque de Caxias, Praça 14, para notificarem uma confusão ocorrida durante um programa sexual.

“Cliente” não paga garoto de programa e o caso vai parar no 1º DIP em Manaus - Imagem: Divulgação
“Cliente” não paga garoto de programa e o caso vai parar no 1º DIP em Manaus – Imagem: Divulgação

Segundo o garoto de programa, o contato entre os dois foi feito através de um aplicativo, o cliente viu o anúncio e se interessou pelos seus serviços oferecidos pelo garoto.

O encontro foi no bairro do Educandos, zona sul de Manaus, e em seguida, os dois partiram para o Centro no carro do cliente, um Nissan Versa de cor branca.

Segundo o garoto, após consumar o ato, o cliente o levou até o local do encontro, e quando foi cobrado, o cliente disse que não pagaria. Ainda segundo o rapaz, o dinheiro que deveria receber pelo programa era R$ 150.

O cliente alegou que não chegou a manter relação sexual com o garoto de programa, e por isso não iria pagar. Afirmou ainda, que o rapaz teria ficado revoltado por não receber e ameaçado pegar algum objeto de valor para não ficar no prejuízo.

Uma viatura da Polícia Militar passava pelo local no momento que estavam discutindo sobre o pagamento. Os policiais foram chamados pelo cliente do programa.

Na delegacia, os dois homens foram ouvidos, mas como não houve crime, após o registro do Boletim de Ocorrência (BO), ambos foram liberados e orientados a procurarem a justiça Cível para requerer os seus direitos.

 

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por No Amazonas é Assim
Carregar Mais Em Polícia

Deixe uma resposta

Leia Também

STF derruba decisão de Governo Bolsonaro de acabar com regras de proteção do meio ambiente

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a decisão do Conselho …