Inicial Notícias Amazonas Com 13 novos casos, Amazonas tem 67 pessoas infectadas pelo novo coronavírus

Com 13 novos casos, Amazonas tem 67 pessoas infectadas pelo novo coronavírus

5 minuto de leitura
0
80

Subiu para 67 o número de pessoas, no Amazonas, infectadas pelo novo coronavírus (Covid-19). Nas últimas 24 horas, o Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas (Lacen-AM) identificou 13 casos novos da doença. A atualização dos dados sobre o novo coronavírus, no Amazonas, foi feita, nesta quinta-feira (26/03), pela diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), Rosemary Costa Pinto, e pelo secretário executivo adjunto de Atenção Especializada ao Interior da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), Cássio Espírito Santo, em vídeo transmitido pelas redes sociais do Governo.

Foto: Divulgação

A diretora-presidente da FVS-AM destacou as ações que o Governo do Amazonas vem adotando para a identificação de novos casos em tempo oportuno, principalmente no interior, assim como para frear a disseminação do vírus no Estado. “Na área de vigilância, nós tivemos várias ações desde ontem (quarta-feira, 25/03). Agora, por exemplo, nós estamos em uma videoconferência com os 61 municípios do interior, onde nós estamos dando as orientações a respeito da definição de caso, notificação, o que deve ser notificado como caso suspeito, levando em conta que nós temos visto, pelas redes sociais, muitas publicações de boletins do interior, cujas notificações não estão chegando até nós”, informou Rosemary.

Internados – Dos sete pacientes internados, apenas um está em leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, na zona Norte de Manaus. A unidade é a referência no Amazonas para o tratamento de casos graves de Covid-19.

O segundo paciente internado no Delphina Aziz por conta da doença faleceu na noite de terça-feira (24/03), após complicações. Ele era oriundo de Parintins. Os outros seis pacientes internados estão sendo tratados em unidades de saúde da rede privada. Segundo Rosemary, todos apresentam bom quadro clínico, com previsão de um deles receber alta ainda nesta quinta-feira.

Os pacientes que não estão internados, que somam 59 casos, estão em isolamento domiciliar, monitorados e acompanhados diariamente por profissionais de saúde, informou a diretora-presidente da FVS-AM. “Temos ações sendo realizadas à distância de orientação para esses pacientes que estão em isolamento domiciliar e que estão sendo acompanhados, no sentido que nós possamos estar garantindo orientações a esses pacientes, tanto no decorrer do seu período de 14 dias de isolamento quanto para avaliar se esses pacientes estão ou não tendo um agravamento do seu quadro e necessitando atendimento médico ou hospitalar”, informou Rosemary.

Casos no interior – Dois novos municípios tiveram casos confirmados nesta quinta-feira: Santo Antônio do Iça e Boca do Acre, cada um com um caso. Assim, somados aos dois diagnósticos de Parintins, dos 67 pacientes no Amazonas, quatro são do interior. O secretário executivo adjunto do Interior destacou as ações do Governo de apoio aos municípios com casos confirmados, como Santo Antônio do Içá, com abastecimento de insumos e orientações para investigação e atendimento adequado de pacientes suspeitos.

“Amanhã, estaremos enviando uma aeronave para o município, Santo Antônio do Içá, com insumos para apoiar as ações. A FVS-AM vai encaminhar também uma equipe para ajudar na investigação no próprio município. A gente está enviando os insumos prioritários de avião e outros insumos estão seguindo de barco para o município. Na verdade, nós estamos distribuindo insumos e EPIs (Equipamento de Proteção Individual) para todos os municípios do estado. De acordo com as situações, a gente vem adequando para poder atender”, explicou Cássio.

Compra de novos testes – O Amazonas fez a aquisição de 60 mil testes rápidos para Covid-19. Segundo Cássio, a previsão do fornecedor é que os insumos sejam entregues ao governo na próxima segunda-feira (30/03).

A diretora-presidente da FVS-AM ressaltou que, como o número de testes ainda será insuficiente para testar toda a população, nesse primeiro momento, eles serão aplicados apenas em pessoas que integram grupos de riscos, como profissionais de saúde, idosos e portadores de doenças crônicas.

“Esses testes são limitados e eles serão destinados a identificar rapidamente o novo coronavírus em profissionais de saúde, por uma questão de garantir a saúde e o isolamento deles, e pessoas com gravidade que precisam ser identificadas rapidamente, ou com potencial de gravidade. No caso, os acima de 60 anos e os que têm alguma comorbidade. Não vai ser destinado para a população em geral e nem para quem tem sintomas brandos”, afirmou Rosemary.

Mais informações: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Saúde (Susam): 98407-1699. E-mail: [email protected]

Comentários

Carregue Mais Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta