“Como um Estado com mais de 2 bilhões de reais em caixa pode estar quebrado?” questionou deputado estadual

386

Na manhã desta segunda-feira (01), durante a abertura do ano da Assembleia Legislativa (ALE-AM), o deputado Serafim Corrêa (PSB) questionou o governador Amazonino Mendes (PDT) após o governador dizer que quando assumiu o Governo do Estado, em 4 de outubro de 2017, o Amazonas estava falido e quebrado financeiramente.

Deputado Estadual Serafim Correa / Foto : DivulgaçãoDeputado Estadual Serafim Correa / Foto : Divulgação
Deputado Estadual Serafim Correa / Foto : Divulgação

Serafim Corrêa, que é economista e auditor fiscal de carreira, questionou como é que um Estado que tinha em caixa R$ 2.233.930.726,34 (dois bilhões, duzentos e trinta e três milhões, novecentos e trinta mil, setecentos e vinte e seis reais e trinta e quatro centavos) poderia estar quebrado? Esse era o montante em 31 de agosto de 2017 que o governo tinha em caixa. (Tabela Abaixo).

Como o Governador insistia na ideia de que havia pego o “Estado quebrado”, Serafim fez questão de lembrar que anteontem dia 30.01.2018 , o Governador Amazonino Mendes assinou o relatório para o Tesouro Nacional, como se vê na imagem abaixo, dizendo que tinha em caixa R$2.218.151.112,48 (Dois bilhões, duzentos e dezoito milhões, cento e cinquenta e um mil, cento e doze reais e quarenta e oito centavos).

Relatório de Gestão Fiscal / Reprodução Blog do Sarafa
Relatório de Gestão Fiscal / Reprodução Blog do Sarafa
Lista de Assinatura / Reprodução Blog do Sarafa
Lista de Assinatura / Reprodução Blog do Sarafa

Ao final, Serafim Correa fez uma live aos seus fãs do Facebook para explicar novamente o que aconteceu.

Comentários