Conhe√ßa a nova cola cir√ļrgica que promete fechar ferimentos instantaneamente

140

Se voc√™ j√° teve o azar de passar por algum procedimento cir√ļrgico, provavelmente sabe que os procedimentos certamente n√£o acabam na sala de cirurgia. Mesmo depois disso, precisamos passar v√°rios dias em recupera√ß√£o, al√©m de ter que lidar por semanas com a dor e o desconforto dos pontos que mantem seu ferimento devidamente fechado.

Felizmente ao menos parte desse processo est√° para se tornar menos inc√īmodo para os pacientes. Isso porque um grupo de pesquisadores desenvolveu um novo tipo de cola cir√ļrgica extremamente eficiente, capaz de fechar seu ferimento literalmente em segundos.

Com o nome de MeTro, a cola, desenvolvida pela professora assistente Nasim Annabi em um esfor√ßo conjunto da Escola M√©dica de Harvard e da Universidade de Sidney, utiliza como base uma prote√≠na humana modificada para responder a luz ultravioleta. Isso, por sua vez, quer dizer que √© poss√≠vel aplicar a subst√Ęncia na forma de gel e faz√™-la secar literalmente em apenas um minuto.

Nova cola cir√ļrgica promete fechar ferimentos em segundos / Foto: Divulga√ß√£o
Nova cola cir√ļrgica promete fechar ferimentos em segundos / Foto: Divulga√ß√£o

As vantagens oferecidas pelo MeTro n√£o acabam a√≠. Gra√ßas a esse m√©todo, o procedimento √© bem menos invasivo para o paciente, e oferece um selo bem mais protegido contra infec√ß√Ķes e outros problemas semelhantes. Al√©m disso, a cola pode ser potencialmente aplicada at√© mesmo em √≥rg√£os, visto que √© poss√≠vel desenvolver o material de maneira que sua velocidade de degrada√ß√£o seja control√°vel.

Como se isso tudo n√£o fosse suficiente, os respons√°veis pela cria√ß√£o do MeTro ainda afirmam que essa cola ainda ajuda na regenera√ß√£o dos tecidos, acelerando a recupera√ß√£o do paciente. √Č um salto inacredit√°vel em compara√ß√£o aos m√©todos que temos atualmente.

Em meio a tantas informa√ß√Ķes animadoras, a m√° not√≠cia √© que a cola ainda deve passar por uma s√©rie de testes antes mesmo de ir para os testes cl√≠nicos. Mesmo assim, o grupo espera que essa t√©cnica substitua os m√©todos de sutura comuns de v√°rios hospitais dentro dos pr√≥ximos cinco anos.

Fonte: MegaCurioso

Coment√°rios