Conhe√ßa o que Manaus ainda carrega como uma heran√ßa da Belle √Čpoque

433
Texto escrito por : T√Ęnia Ramos [email protected]

‚ÄúUma capital que tem um teatro como principal atrativo tur√≠stico precisa desenvolver na pr√≥pria popula√ß√£o o gosto pela cultura‚ÄĚ, disse-me Cindy Louren√ßo, contralto do Grupo Vocal do Coral do Amazonas, enquanto aguard√°vamos na fila para assistir √† estreia da 14¬™ edi√ß√£o da S√©rie Guaran√°, uma programa√ß√£o gratuita de m√ļsica cl√°ssica do Teatro Amazonas, que come√ßou em 8 de agosto e se estende at√© junho de 2018.

 Teatro Amazonas: construção-símbolo de Manaus é uma herança do Ciclo da Borracha / Divulgação
Teatro Amazonas: construção-símbolo de Manaus é uma herança do Ciclo da Borracha / Divulgação

Depois de me encantar no dia anterior com a magn√≠fica constru√ß√£o em estilos renascentista (exterior), Luis XV e art nouveau (interior), de 1896, eu n√£o poderia deixar Manaus sem antes conferir a ac√ļstica do teatro, considerada a melhor do pa√≠s e a quarta melhor do mundo.

E n√£o me decepcionei. Com um repert√≥rio que foi do barroco, cl√°ssico e romantismo ao contempor√Ęneo, sob a batuta do maestro Marcelo de Jesus, a Orquestra de C√Ęmara do Amazonas (OCA) passeou pelos virtuoses Georg Philipp Telemann, Wolfgang Amadeus Mozart, Nikolai Sokoloff e Steve Reich, apresentando as respectivas su√≠te ‚ÄúLa Bizarre‚ÄĚ, ‚ÄúNoturno‚ÄĚ (tido como lado B de Mozart), ‚ÄúSegunda‚ÄĚ Serenata para cordas e ‚ÄúTrens Diferentes‚ÄĚ. Mais ecl√©tico, imposs√≠vel, por√©m com uma execu√ß√£o perfeitamente harm√īnica, em um cen√°rio perfeito.

A capital do Amazonas tem, entre tantas caracter√≠sticas √ļnicas, mais essa singularidade: uma expoente performance erudita, seja na m√ļsica ou na dan√ßa, divide as aten√ß√Ķes com a multifacet√°ria cultura popular, que engloba elementos de v√°rias regi√Ķes do pa√≠s ‚Äď principalmente do Nordeste ‚Äď e culmina com as ricas tradi√ß√Ķes ind√≠genas, expressas ainda em costumes, artesanato e gastronomia.

Referência Máscara Indígena - Feira de Manaus / Divulgação
Referência Máscara Indígena РFeira de Manaus / Divulgação

Herança histórica

Literalmente no meio da floresta Amaz√īnica, ladeada pelos rios Negro e Solim√Ķes, a Manaus que vemos hoje tem suas ra√≠zes fincadas no Ciclo da Borracha, que, por mais de 30 anos, gerou riquezas na regi√£o. No auge das exporta√ß√Ķes, a capital amazonense n√£o s√≥ atraiu estrangeiros interessados na ambicionada mat√©ria-prima como desenvolveu uma alta sociedade, os bar√Ķes da borracha, com um gosto refinado por arte e arquitetura.

Logo, foi com essa inspira√ß√£o que se ergueu o monumental Teatro Amazonas, destinado a ser uma casa de √≥pera que em nada deixava a desejar √†s similares europeias. Com inaugura√ß√£o oficial em 31 de dezembro de 1896, s√≥ em 7 de janeiro de 1897 o teatro recebeu seu primeiro espet√°culo: ‚ÄúLa Gioconda‚ÄĚ, de Amilcare Ponchielli, encenado pela ent√£o famosa Companhia L√≠rica Italiana.

O Teatro Amazonas foi um dos vencedores do pr√™mio Travelers‚Äô Choice Atra√ß√Ķes, sendo assim considerado um dos pontos tur√≠sticos mais bem avaliados do Brasil pelo TripAdvisor, o mais importante site de viagens do mundo.  / Foto : Divulga√ß√£o
O Teatro Amazonas foi um dos vencedores do pr√™mio Travelers‚Äô Choice Atra√ß√Ķes, sendo assim considerado um dos pontos tur√≠sticos mais bem avaliados do Brasil pelo TripAdvisor, o mais importante site de viagens do mundo. / Foto : Divulga√ß√£o

Pureza de som e riqueza de detalhes

Com o preciosismo de ter tido cal√ßamento de tijolos de borracha no Largo S√£o Sebasti√£o e nas adjac√™ncias, para evitar que o barulho das charretes interferisse em sua ac√ļstica, o Teatro Amazonas destaca-se por suas dimens√Ķes colossais e riqueza de detalhes.

Nenhum luxo foi dispensado na constru√ß√£o renascentista. Sua estrutura √© toda de ferro maci√ßo ‚Äď inclui o balc√£o curvo do sagu√£o ‚Äď, trazido da Inglaterra; no interior, pisos de madeira de lei, colunas de m√°rmore de Carrara, vidro de Murano, pedras portuguesas, cobre e at√© acabamentos em ouro 14 quilates, boa parte ainda original. Os lustres de cristal daquela √©poca, inclusive, fazem a ilumina√ß√£o at√© hoje.

O sal√£o nobre, cujo piso re√ļne 12 mil pe√ßas de madeiras (cortadas e trazidas de Portugal), tem paredes decoradas com telas de linho lonado, representando a floresta amaz√īnica ‚Äď a principal delas faz alus√£o a ‚ÄúO Guarani‚ÄĚ, √≥pera de Carlos Gomes. No teto, ‚ÄúO Olimpo dos Artistas‚ÄĚ, uma pintura em perspectiva do italiano Domenico de Angelis, em que anjos sobrevoam a floresta amaz√īnica.

Enquanto o sal√£o da plateia principal, em forma de lira, leva a assinatura do pernambucano Crispim do Amaral, respons√°vel pela pintura da cortina do palco, representando o encontro das √°guas, a ros√°cea do teto cria a impress√£o de se contemplar a Torre Eiffel de baixo para cima.

A c√ļpula do Teatro Amazonas, que sobressai na paisagem urbana manauara, √© composta por 36 mil telhas vitrificadas em forma de escama de peixe, com as cores da bandeira do Brasil, provenientes da Als√°cia.

Agora, com quatro reformas, o teatro continua recebendo nomes como o tenor espanhol Jose Carreras.

Detalhe da c√ļpula do Teatro Amazonas, Manaus, Amazonia, Br‚Ķ | Flickr Flickr800 √ó 419Pesquisa por imagem by lubasi Detalhe da c√ļpula do Teatro Amazonas, Manaus, Amazonia, Brasil. | by L√ļcia Barreiros
Detalhe da c√ļpula do Teatro Amazonas, Manaus, Amazonia, Br‚Ķ | Flickr
Flickr800 √ó 419Pesquisa por imagem
by lubasi Detalhe da c√ļpula do Teatro Amazonas, Manaus, Amazonia, Brasil. | by L√ļcia Barreiros

Prédio é marco da engenharia

De estilo ecl√©tico, com elementos medievais e renascentistas (reproduz os pr√©dios londrinos do in√≠cio do s√©culo XX), o conjunto da alf√Ęndega ‚Äď todo em blocos pr√©-montados de tijolos aparentes, importados da Inglaterra ‚Äď foi um dos primeiros pr√©dios pr√©-fabricados do mundo.

O pr√©dio da alf√Ęndega de Manaus foi um dos primeiros pr√©dios pr√©-fabricados do mundo / Divulga√ß√£o
O pr√©dio da alf√Ęndega de Manaus foi um dos primeiros pr√©dios pr√©-fabricados do mundo / Divulga√ß√£o

Cinco museus num só espaço

O Palacete Provincial, de 1875, restaurado em 2009, abriga cinco museus: Pinacoteca do Estado do Amazonas, Museu da Imagem e do Som do Amazonas, Museu Tiradentes (retrata a história da corporação militar do Estado), Museu de Numismática e Sala de Exposição Temporária José Bernardo Michilles.

Palacete Provincial foto: Sara Pereira
Palacete Provincial foto: Sara Pereira

Era de ouro

Ciclo da Borracha. O acervo hist√≥rico de Manaus, como j√° foi dito, √© uma heran√ßa do Ciclo da Borracha, o produto oriundo do l√°tex, extra√≠do da seringueira, que colocou a maior cidade do Norte do pa√≠s na mira mundial ‚Äď de 1879 a 1912, o Estado do Amazonas dominou o mercado da borracha.

Nossas sementes. O monop√≥lio brasileiro come√ßou a declinar em 1910, quando ingleses e holandeses iniciaram as planta√ß√Ķes de seringueiras na √Āsia (Sri Lanka, Mal√°sia, Indon√©sia etc.), passando a ofertar o produto com pre√ßos mais competitivos.

Responsável pela riqueza do Estado, a extração do látex hoje é mais para turista ver / Divulgação
Responsável pela riqueza do Estado, a extração do látex hoje é mais para turista ver / Divulgação

Peixe como prato principal e até formiga de entrada

A capital amazonense, ao lado de Belém, no Pará, oferece uma das mais exóticas gastronomias do país. E saudável. Situada na maior bacia hidrográfica do mundo, Manaus tem nos peixes, como tambaqui, pirarucu e tucunaré, o carro-chefe de fonte de proteína.

São peixes que caem bem em qualquer versão: cozidos, assados ou à dorê, com exceção da temível piranha, que, na panela, só não pode facilitar com suas espinhas. Daí os restaurantes (e as donas de casa) preferirem servi-la como caldo, sendo uma excelente entrada.

De sabor mais delicado, o tambaqui figura em pratos sofisticados. Ent√£o, n√£o deixe de provar a cl√°ssica costela de tambaqui ou o tambaqui com crosta de castanha e banana assada que eu saboreei no restaurante Banzeiro, um endere√ßo de culin√°ria regional em Manaus. Foi l√° tamb√©m que me arrisquei com uma entrada de formiga, da esp√©cie sa√ļva (servida com espuma de mandioquinha), que tem sabor de erva-doce.

Servido de restaurantes top a barracas de rua, o tacacá é o mais típico prato do Estado. Preparado à base de goma de tapioca, tucupi (caldo da mandioca-brava depois de eliminado o veneno cianeto) e jambu (folha que provoca dormência na boca), seus ingredientes, a princípio, assustam, mas o sabor, que ainda tem um toque de camarão seco, é ótimo.

Em sobremesas, sucos e sorvetes, prove as deliciosas frutas típicas como buriti, murici e, entre outras, cupuaçu.

Formiga sa√ļva com espuma de mandioquinha √© uma das entradas (R$ 16 a unidade) do restaurante Banzeiro / Divulga√ß√£o
Formiga sa√ļva com espuma de mandioquinha √© uma das entradas (R$ 16 a unidade) do restaurante Banzeiro / Divulga√ß√£o

Jantar de gala

Night pass. O cruzeiro Iberostar Grand Amazon (www.iberostar.com) vai lhe colocar diante da diversidade amaz√īnica. Caso contr√°rio, pode-se saborear o jantar do comandante, seguido de shows de m√ļsica e dan√ßas regionais, ou ainda passar uma noite embarcado.

Preços. O night pass, às quintas, de 19h à 0h0, custa R$ 300 por pessoa; para ficar até 8h, sai a partir de R$ 600 (double) por pessoa. Inclui traslado Ponta Negra-navio.

Decoração do jantar do comandante do Grand Amazon (www.iberostar.com) / Divulgação
Decoração do jantar do comandante do Grand Amazon / Divulgação

Ir e vir. Manaus s√≥ √© acessada pelo c√©u ou pelas √°guas. Assim, 80% de seu transporte √© fluvial, feito hoje principalmente por embarca√ß√Ķes denominadas ‚Äúrecreio‚ÄĚ, nas quais se viajam por v√°rios dias (dependendo do percurso) rio abaixo e rio acima. Sem cabines para acomodar os passageiros, elas s√£o um verdadeiro atrativo pra se ver, com suas redes estendidas ao longo do conv√©s.

Evolu√ß√£o. Ainda bem r√ļsticos, os barcos recreio (a motor) s√£o uma vers√£o atualizada das antigas gaiolas (a vapor) que singravam os rios amaz√īnicos na virada do s√©culo XIX, segundo o chefe de expedi√ß√£o do Iberostar Grand Amazon, Wenceslau Nascimento de Melo.

Ponte flutuante (roadway), no Porto de Manaus - Instituto Durango Duarte
Ponte flutuante (roadway), no Porto de Manaus – Instituto Durango Duarte

Coment√°rios