Crise: educação municipal terá corte no orçamento

4

Os investimentos para a rede municipal de educação sofrera corte, informou a Secretaria Municipal de Educação (Semed). A previsão é que, por causa da queda na arrecadação motivada pela crise, o setor deixe de receber aproximadamente R$ 128.287.000,00 milhões.

Imagem de Divulgação
Imagem de Divulgação

Apesar do corte no orçamento, a prefeitura pretende dar continuidade a construção de 10 unidades escolares previstas para serem inauguradas até o final de 2016. De acordo com dados divulgados pela Semed, o montante previsto para a educação neste ano será de R$ 1.110.469.000,00. Em 2015 o valor foi de R$ 1.238.756.000,00.

Porem uma parte do valor investido será para a construção de 9 creches e 2 escolas municipais, a Domingos Sávio e Júlia Barjona. Também há previsão de aluguel de mais dois prédios para atender a demanda de alunos do Residencial Viver Melhor, no bairro Santa Etelvina, na Zona Norte e o Conjunto Castanheiras, no bairro Gilberto Mestrinho, Zona Leste.

Loading...

As escolas localizadas na zona rural, na proximidades da BR 174 e nos ramais, que ainda não tem ar condicionado, deverão receber os aparelhos em 2016, de acordo com a Semed. Em estoque existem 80 aparelhos de ar-condicionado que serão distribuídos. Logo em breve a secretaria também fará aquisição de novos aparelhos.

No ano passado, por conta da crise, nove escolas foram fechadas pela Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Comentários

comentários