Home Entretenimento Curiosidades Curiosidades sobre as benzedeiras do Amazonas

Curiosidades sobre as benzedeiras do Amazonas

2 min - tempo de leitura
133

Uma das práticas mais tradicionais de cura no Estado do Amazonas sempre foi a feita a partir da cura e das orações realizadas pelas benzedeiras, rezadeiras, curandeiras, enfim, pelas pessoas que curam pela natureza e pela fé.

Essa tradição rompeu as adversidades do tempo e ainda se faz presente na sociedade moderna por meio de pessoas que adquiriram esses conhecimentos, principalmente nos municípios do Estado do Amazonas, como Parintins, localizado a 369 quilômetros de Manaus

Esta realidade é apontada na pesquisa intitulada ‘Ainda se benze em Parintins: rezas e simpatias nas práticas das mulheres benzedeiras’, desenvolvida pelo mestre em Sociedade e Cultura na Amazônia, pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Deilson do Carmo Trindade.

De acordo com o pesquisador, o estudo buscou verificar de que forma ainda ocorre a prática das rezas na sociedade moderna, dando especial atenção ao papel desempenhado pelas mulheres benzedeiras na cidade de Parintins. Por meio do estudo, o pesquisador buscou compreender em que sentido essas mulheres, por meio da cura popular, conseguiam definir seus espaços dentro da sociedade moderna, sem rivalizar com a ciência e a religião.

“Busquei compreender até em que ponto o conhecimento popular das rezas, ervas e plantas tinha crédito dentro de uma sociedade cada vez mais apegada nos remédios industrializados, os conhecidos remédios de farmácia e a opinião médica sobre o assunto. Não tínhamos como finalidade a comprovação da eficácia dos procedimentos das benzedeiras, mas sim, entender a relação entre a benzedeira e benzido”, explicou Trindade.

O estudo apontou ainda que entre os trabalhos mais procurados na cura das enfermidades estão: benzeção para ‘quebranto’, desmentiduras, cobreiro e fogo selvagem, ‘mãe do corpo’, espinha na garganta, panema (mau olhado), entre outras.

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Curiosidades

Deixe uma resposta

Leia Também

Passeata de Nicson Marreira em Tefé foi um circo do horror protagonizado por 5 mil pessoas entre elas, muitas crianças

No sábado (24), a cidade de Tefé, distante 523km de Manaus, testemunhou um verdadeiro circ…