David apostar√° na educa√ß√£o como √ļnico caminho para o desenvolvimento do Amazonas

35

Levantando a educa√ß√£o como sua principal bandeira, o candidato ao governo do Estado pela coliga√ß√£o Renova Amazonas, David Almeida (PSB), defendeu durante o debate da TV Em Tempo/SBT Manaus, realizado na noite dessa ter√ßa-feira (11),¬†que a educa√ß√£o √© o √ļnico caminho para o crescimento de uma sociedade. Entre os v√°rios temas debatidos nas √°reas de sa√ļde, seguran√ßa p√ļblica, emprego e renda, interior do Estado, a educa√ß√£o foi o principal foco do candidato.

‚ÄúA educa√ß√£o n√£o √© o melhor caminho para o crescimento de uma sociedade, eu acredito que √© o √ļnico caminho. Por isso, na minha administra√ß√£o, o professor, o aluno e os demais profissionais da educa√ß√£o ter√£o a aten√ß√£o necess√°ria para que o Estado do Amazonas alcance os melhores √≠ndices nacionais na educa√ß√£o‚ÄĚ, assegurou o candidato. David observou que os atuais √≠ndices da educa√ß√£o no Amazonas mostram a falta de compromisso do atual governador com o setor.

David ressaltou, como uma das propostas do seu Plano de Governo voltado para a educa√ß√£o, buscar a parceria com as empresas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) ‚Äď que recebem incentivos do Estado -, para que entrem no programa ‚ÄúAdote um escola‚ÄĚ, e dessa forma, ajudem a dotar essas unidades de ensino, de infraestrutura e condi√ß√Ķes para oferecer educa√ß√£o de maior qualidade aos alunos.

‚ÄúAt√© hoje a educa√ß√£o n√£o foi valorizada como deveria. Temos como uma de nossas propostas, construir essa parceria com empresas do distrito industrial, para que elas adotem uma escola e assim, possam contribuir para um melhor ensino e aprendizagem. Dessa forma, vamos conseguir alcan√ßar melhores √≠ndices nacionais de desenvolvimento da educa√ß√£o, al√©m de dar aos nossos jovens melhores oportunidades‚ÄĚ, pontuou.

David lembrou, ainda que, quando esteve governador interino, no per√≠odo de maio a outubro de 2017, abriu a caixa preta do Fundo de Manuten√ß√£o e Desenvolvimento da Educa√ß√£o B√°sica (Fundeb) e pagou abono aos professores e pedagogos da ativa, valores que variaram de R$ 7 mil a R$ 20 mil. Ele lembrou que os governos anteriores nunca tomaram essa iniciativa e, no m√°ximo, deram tablets de segunda a terceira linha, ao inv√©s de pagar o benef√≠cio ‚Äď que √© direito destes profissionais.

‚ÄúApenas cumpri a lei e sei que pude ajudar muitas fam√≠lias. Pagamos o maior abono da hist√≥ria da educa√ß√£o aos professores amazonenses. Isso nenhum outro governante tinha feito antes, e n√≥s apenas cumprimos a legisla√ß√£o. Abrimos a caixa preta do Fundeb. A nossa proposta √© de valoriza√ß√£o do profissional da educa√ß√£o, professores, pedagogos e administrativos, dando estrutura para que o ensino possa ser melhor ofertado no nosso Estado.‚ÄĚ

Desenvolvimento

Ainda no debate, David salientou a proposta de desenvolvimento para o interior do Estado, por meio do programa de Zoneamento Econ√īmico Ecol√≥gico, com aten√ß√£o especial ao interior do Amazonas. Segundo ele, o zoneamento, parte do princ√≠pio de identificar as √°reas produtivas e os respectivos munic√≠pios para fortalecer a produ√ß√£o de alimento do Estado, respeitando a floresta e garantindo a cria√ß√£o de emprego e renda para as fam√≠lias dos munic√≠pios. Como exemplo, ele apontou a produ√ß√£o de a√ßa√≠ em Anori e Carauari, que hoje √© comprado e beneficiado por uma empresa do estado de Goi√°s, mas que poderia estar gerando empregos no Amazonas.

Com esse programa, segundo David, o Amazonas vai se tornar um dos maiores produtores de alimentos do mundo. Mas lembrou que, para isso, √© preciso trabalhar o asfaltamento de ramais, vicinais ‚Äď como ele come√ßou a fazer no seu governo interino ‚Äď e, principalmente, da BR 319, que liga Manaus a Porto Velho (RO).

‚ÄúPrecisamos explorar as potencialidades do interior, e isso pode ser feito unicamente pelo Zoneamento Econ√īmico Ecol√≥gico. Eu deixei pronta uma proposta do zoneamento, mas o atual governador mandou vetar no or√ßamento a emenda que faria no interior esse zoneamento. Precisamos asfaltar os ramais e vicinais e, quando estive governador, eu dei ordem de servi√ßo para asfaltar mais de 400 quil√īmetros de estradas e vicinais, dando ao produtor, ao agricultor, a condi√ß√£o necess√°ria para ele produzir e ter como escoar a sua produ√ß√£o. Queremos transformar o estado do Amazonas em um dos maiores produtores de alimento nacional e internacional‚ÄĚ, salientou David.

Coment√°rios