David denuncia persegui√ß√£o a servidores p√ļblicos e chama os profissionais para lutarem juntos

52

Na passagem pelos munic√≠pios de Autazes e Nova Olinda do Norte, o candidato ao governo do Estado pela coliga√ß√£o Renova Amazonas, David Almeida (PSB), declarou que corre nas suas veias o sangue do guerreiro ind√≠gena Ajuricaba, depois de afirmar que nenhum clima de persegui√ß√£o aos funcion√°rios p√ļblicos do Estado e dos munic√≠pios, vai intimid√°-lo a desistir de seguir na campanha, at√© o fim. Disse ainda que nunca vai se aliar com governos como o que est√° hoje no Estado e chamou o eleitorado a fazer resist√™ncia nessa reta final da primeira etapa do pleito, como forma de refor√ßar a chegada ao segundo turno.

David disse que, nas ruas de Autazes e de Nova Olinda do Norte, ouviu o clamor de insatisfa√ß√£o e sentiu clima de persegui√ß√£o por parte dos prefeitos aliados do atual governador. ‚ÄúEles (governador e prefeitos) pro√≠bem os funcion√°rios p√ļblicos de ir nos receber na chegada √† cidade. Eles pro√≠bem as pessoas de falarem comigo. Mas sabe o que acontece quando chega o governador na cidade? O povo todo vai, mas n√£o vai votar nele, porque as pessoas de bem j√° est√£o cansadas de governos que s√≥ querem mostrar trabalho em √©poca de elei√ß√£o‚ÄĚ, disse.

O candidato da coliga√ß√£o Renova Amazonas contou aos moradores de Autazes e de Nova Olinda que o atual governador recebeu um n√£o dos professores. Segundo ele, o governador mandou chamar todos os diretores do Estado para uma reuni√£o em Manaus. ‚ÄúEle encheu uma casa de show, colocou os diretores todos dentro de um hotel, com ar condicionado, almo√ßo, jantar e transporte. Quando fez a reuni√£o dele, no final ele perguntou aos professores: ‚Äún√≥s podemos contar com voc√™s? Os professores disseram n√£o”, contou.

David lembrou que, no ano passado – quando foi governador interino -, ele foi a Autazes, vendo s√≥ poeira e lama. ‚ÄúEu deixei R$ 402 milh√Ķes em caixa para asfaltar as ruas do interior, os ramais e vicinais. Para Autazes, foram tr√™s ramais para os quais eu dei ordem de servi√ßo, al√©m do ramal do Rosarinho. Mas o atual governador, quando assumiu em outubro do ano passado, foi l√° no Tribunal de Contas do Estado (TCE) mandar parar a obra. Sabe por qu√™? Para punir o deputado David. Mas sabe quem ele puniu? O povo de Autazes. O governador veio aqui, ganhou o voto da popula√ß√£o e depois escolheu punir o povo. √Č muita maldade‚ÄĚ, observou.

Em Nova Olinda, David lembrou que, quando o TCE ainda n√£o tinha impedido o seu governo de executar investimentos necess√°rios para os munic√≠pios, ele conseguiu devolver o Festival Folcl√≥rico da cidade, al√©m de asfaltar uma estrada importante para o munic√≠pio. ‚ÄúTive a alegria de autorizar, quando fui governador, o repasse de recursos para o Festival Folcl√≥rico, que estava desde 2015 sem ser realizado; de entregar a Estrada do Fontinelli e dar ordem de servi√ßo para a obra da orla. Mas ainda h√° muito a fazer para tornar a vida de voc√™s bem melhor‚ÄĚ, disse.

O candidato que, no passado, pagou o maior abono da hist√≥ria do Fundeb no Amazonas, afirmou que a sua proposta √© tornar o Amazonas um Estado campe√£o em educa√ß√£o. ‚ÄúOs governantes nunca valorizaram os professores. A educa√ß√£o nunca foi prioridade para o atual e outros tantos ex-governadores, porque isso √© uma estrat√©gia de se manter no poder. Quanto menos educa√ß√£o tiver o povo, quanto menos informa√ß√£o tiver o povo, eles continuam no poder. A partir do momento em que o povo tiver informa√ß√£o e educa√ß√£o de qualidade, n√≥s nunca mais elegeremos pol√≠ticos como Amazonino‚ÄĚ, frisou.

Coment√°rios