Inicial Notícias Amazonas David diz : ‘Com crise na saúde e na economia, não é hora de criar problema político’

David diz : ‘Com crise na saúde e na economia, não é hora de criar problema político’

Diante da crise na saúde e na economia que se agravam no Amazonas durante o avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o ex-governador David Almeida disse, nesta terça-feira (21), que os amazonenses não precisam de um terceiro problema: o político. Durante live na sua rede social, David avaliou que a questão política, que vem sendo tratada numa onda contra os atuais governantes, deve ser deixada para a pós-pandemia. Para ele, é hora de ajudar a diminuir a curva de contaminação e falecimentos no Amazonas, causados pelo vírus.

“Aqui no Amazonas, nós temos dois grandes problemas que não estamos conseguindo resolver agora. Não se pode querer criar um terceiro problema: o político. Algumas pessoas, alguns ratos, ávidos por poder, já estão tramando em busca de ter, de qualquer forma, o Estado nas mãos. Em minha opinião, não é hora de querer criar problema político. É momento de se unir. A questão política deve ser trata na pós-pandemia”, avaliou David Almeida, que é presidente do partido Avante no Amazonas.

Governador interino do Amazonas em 2017, David disse ter aprendido nesse período que, com esse cargo, é possível transformar a vida das pessoas. Observou, contudo, que é necessário ter equipe, vontade, compromisso público e experiência. “Tem que saber fazer. Hoje, o que todos reclamam é o fato de a maioria ter entrado na onda do “novo” ao escolher o governador. O que vocês estão vendo agora eu já tinha visto há dois anos, quando eu alertei a população sobre o risco que seria de entrar numa aventura”, lembrou.

Candidato ao Governo do Amazonas em 2018, Davi Almeida disse que alertou, durante a campanha, que o voto tem consequências e salientou que, hoje, o Estado vive o resultado da escolha daquele ano, mas que, ainda assim, não é hora de politizar a crise. “Estamos pagando hoje a consequência do voto. E muitos dos que hoje querem e estão pregando a saída do governador, eu digo, não é hora de politizar. Todo mundo sabe que eu não apoio, não apoiei e nem vou apoiar. Politicamente não tenho relação nenhuma. Mas eu quero ajudar”, disse.

David observou que, hoje, o Amazonas, o Brasil e o mundo têm dois grandes problemas, a começar pela saúde agravada pela Covid-19, que afeta diretamente a economia e já aponta tendência de queda na arrecadação do Estado, com risco iminente de desemprego. “Centenas de pessoas estão morrendo. Os números estão até subnotificados. O número é bem maior. Acredite nisso e ouça as orientações do governo. Saia de casa somente se for estritamente necessário. A tendência desse problema é se agravar ainda mais”, alertou o ex-governador.

Para David, diante dos números oficias da curva da Covid-19, que, nesta terça (21), registrou 2.270 casos de contaminação e 193 óbitos, a urgência é de ajudar. “É hora de ajudar e de recebermos a ajuda de todos. O governador, nós sabemos, não estava preparado para ser governador. Está trocando o pneu com o carro andando. Ele precisa da ajuda da Assembleia Legislativa do Estado, do Tribunal de Contas do Amazonas, do Ministério Público Estadual e do Federal, do governo federal. E aqueles políticos que só atacam o governo, que ajudem também. Eu tenho feito a minha parte, dando as minhas sugestões”, afirmou.

Na semana passada, David disse também por meio de live de artigo semanal que o Estado precisa usar de estruturas como o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) e contratar ao custo da tabela do SUS os leitos do Hospital Beneficente Portuguesa. Na manhã de hoje (21), o governo anunciou que vai pegar o reforço dessas duas unidades de saúde.

Antes de abrir a live desta terça, David disse que esteve reunido virtualmente com duas pessoas, com as quais conseguirá ajuda aos enfermeiros e outros profissionais de saúde que estão na linha de frente dessa guerra no Amazonas. “Eles estão precisando muito de Equipamentos de Proteção Intensiva (EPIs). Nós estamos trabalhando para ajudar nesse ponto”, disse David Almeida.

Comentários

Carregue Mais Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta