David n√£o se sente confort√°vel de apoiar nenhum dos dois candidatos no 2¬ļ turno no Amazonas

249

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado David Almeida (PSB), ex-candidato ao Governo do Amazonas, declarou na noite desta segunda-feira (8) neutralidade no segundo turno das Elei√ß√Ķes 2018. David, que estava candidato pela coliga√ß√£o Renova Amazonas, encerrou a sua participa√ß√£o no pleito com 417.203 mil votos v√°lidos, o equivalente a 23,59%.

Por meio de uma live na sua p√°gina do Facebook, ap√≥s reuni√£o com amigos e apoiadore, na sede do comit√™ da campanha, David afirmou que n√£o ser√° incoerente diante de tudo aquilo que fez antes e durante a elei√ß√£o. “O povo decidiu que eu n√£o passasse para o segundo turno. Eu combato as ideias e pol√≠ticas p√ļblicas implementadas pelo Amazonino. Seria incoerente eu ficar ao lado dele”, disse.

O deputado lembrou que, no primeiro turno, tamb√©m combateu o despreparo, a falta de conhecimento e a falta de experi√™ncia pol√≠tica e de gest√£o do candidato Wilson Lima, por isso, tamb√©m, n√£o vai declarar apoio a ele. “Eu avisei que era um voo no escuro e que o Amazonas n√£o estava preparado para uma aventura e agora eu n√£o posso declarar apoio da minha parte”, afirmou.

David lembrou, ainda, que, no ano passado, quando apoiou Rebecca Garcia para elei√ß√£o suplementar, ele manteve a coer√™ncia e n√£o declarou apoio a nenhum dos outros dois candidatos que passaram para o segundo turno. “Ano passado eu disse n√£o. Eu n√£o concordava com Amazonino. Neste ano eu continuo n√£o concordando com Amazonino. Eu acredito que tenho as melhores propostas e solu√ß√Ķes para os problemas do Amazonas. Eu n√£o quero resolver os problemas da minha vida, sim do Amazonas. E os dois candidatos que passaram para o segundo turno n√£o ter√£o de mim o apoio”, declarou.

Em terceiro no pleito, vencendo em nove dos 61 munic√≠pios, ficou em segundo em 37, terceiro em 14 e quarto em apenas um, David disse que consultou as suas bases e os seus apoiadores, para tomar a decis√£o de ficar do lado do povo. “Ele [o povo] optou que eu ficasse de fora, e cada um que escolha o seu candidato. Amazonino sinceramente n√£o d√°, Wilson √© uma aventura. Estou preocupado, porque, se fosse na iniciativa privada, o funcion√°rio passa pelo est√°gio probat√≥rio; se ele n√£o estiver rendendo, ele fica de fora. S√≥ que o governo do Estado n√£o √© uma empresa, s√£o quatro anos de sofrimento. N√£o me sinto representado pelos dois candidatos que est√£o a√≠. Eu decido pela neutralidade, ap√≥s consultar as minhas bases, os meus apoiadores. Vou cuidar da minha fam√≠lia, da minha esposa. Eu vou analisar os candidatos, eu n√£o vou anular o meu voto. – votarei no menos ruim -, por√©m, com todo respeito aos dois, eu n√£o me sinto √† vontade para apoi√°-los”, salientou.

Coment√°rios