De novo: Alfredo é citado em corrupção na operação Lava Jato

18

Ap√≥s a reportagem da revista Veja, onde o ex-presidente da Andrade Gutierrez, Ot√°vio Azevedo, cita o ex ministro das Minas e Energia, Eduardo Braga (PMDB), e o senador Omar Aziz (PSD), que teriam recebido propina da construtora na obra da Arena da Amaz√īnia. Agora o Deputado Federal Alfredo Nascimento, √© o terceiro pol√≠tico do Amazonas citado na opera√ß√£o Lava Jato (ser√° parente, que o 3¬į pode pedir musica no fant√°stico?).

O senador cassado Delcídio Amaral aponta Alfredo como um dos mentores de um esquema de arrecadação de propina enquanto ocupou o Ministério do Transportes. De acordo com Delcídio, Nascimento articulava vários investimentos fraudulentos com os governadores de Estado de vários partidos, o que garantia a bancada do PR unida.

O ex senador disse ainda, que havia um acordo entre o ministro Alfredo Nascimento com o ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, e o então secretário estadual Edson Giroto, com o intuito de descentralização os investimentos federais no Estado, e assim favorecer a propina.

A propina arrecadada era repassada ao PR e ao PMDB, por Alfredo Nascimento, ainda de acordo com o senador, a opera√ß√£o il√≠cita irrigou ‚Äúde forma esp√ļria as campanhas eleitorais do PR e do PMDB no Mato Grosso do Sul e do PR Nacional‚ÄĚ.

Alfredo Nascimento foi Ministro dos Transportes de 2004 a 2006, no governo do ex presidente Lula, quando deixou a pasta para disputar o Senado; de 2007 a 2010, no segundo mandato de Lula, quando saiu do cargo para disputar o Governo do Estado, sendo derrotado; e em 2011, quando reassumiu a fun√ß√£o no primeiro ano do governo Dilma, saindo em julho ap√≥s den√ļncias de superfaturamento de obras.

Nascimento j√† foi investigado pela Pol√≠cia Federal na opera√ß√£o Lama Asf√°ltica, deflagrada em julho de 2015. Edson Giroto, ex-deputado e assessor especial do ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, pediu afastamento do cargo e teve a casa revistada pela PF. Segundo as investiga√ß√Ķes, os preju√≠zos estimados s√£o de R$ 11 milh√Ķes.

Alfredo Nascimento divulgou nota, classificando de ‚Äúabsurda e irrespons√°vel‚ÄĚ a cita√ß√£o de seu nome por Delc√≠dio Amaral.

Confira a nota na íntegra:

A cita√ß√£o de meu nome pelo senador Delc√≠dio Amaral em sua dela√ß√£o divulgada nesta ter√ßa-feira (15) √© absurda e irrespons√°vel. Delc√≠dio n√£o apresenta qualquer prova ou mesmo ind√≠cios de minha participa√ß√£o em qualquer esquema il√≠cito. Estou absolutamente tranquilo porque nada de ilegal pratiquei. Alvo de outra falsa den√ļncia em 2011, fui investigado por dois anos pela Pol√≠cia Federal e Minist√©rio P√ļblico e n√£o encontraram absolutamente nada contra minha pessoa. Fui absolvido. Agora, novamente, tentam me envolver em esc√Ęndalo sem qualquer fundamento, na base do ‚Äúouvi dizer‚ÄĚ, de insinua√ß√Ķes, de cal√ļnias. Estou √† disposi√ß√£o da Justi√ßa para provar mais uma vez minha inoc√™ncia. Alfredo Nascimento.

Deputado federal Alfredo do Nascimento (PR-AM)
Deputado federal Alfredo do Nascimento (PR-AM)

Coment√°rios