Inicial Notícias Amazonas Deputado reprova medida do Governo Federal que retirou implantação de Universidades no Amazonas de pauta do Congresso Nacional

Deputado reprova medida do Governo Federal que retirou implantação de Universidades no Amazonas de pauta do Congresso Nacional

O deputado estadual Roberto Cidade se posicionou contra a medida do Governo Federal que retirou de tramitação, na última sexta-feira, 15, o Projeto de Lei 11.279/19 que criava a Universidade Federal do Médio e Baixo Amazonas e a Universidade Federal do Médio e Alto Solimões.

Cidade afirmou que apresentará uma moção de repúdio à medida adotada pelo Governo Federal. / Foto: Evandro Seixas
Cidade afirmou que apresentará uma moção de repúdio à medida adotada pelo Governo Federal. / Foto: Evandro Seixas

“Infelizmente, para todos aqueles que moram no interior e sonhavam com uma Universidade Federal, o sonho foi por água abaixo. A medida é um retrocesso e nos mantém na condição de Estado com dimensões continentais e que conta apenas com uma universidade federal, obrigando os jovens e adultos que procuram uma formação superior, se deslocar para Manaus” afirmou o deputado.

O projeto foi elaborado ainda na gestão do ex-presidente Michel Temer e tratava de diversos temas ligados à educação pública federal. Cidade afirmou que apresentará uma moção de repúdio à medida adotada pelo Governo Federal.

“Esperamos que o presidente Bolsonaro possa rever essa decisão e que a nossa bancada em Brasília, deputados federais e senadores, estejam unidos a nós na luta pela instituição das duas universidades”, concluiu Roberto Cidade.

Distribuição de vacinas no interior também foi destaque
Durante sua fala na tribuna, o deputado Roberto Cidade também destacou os esforços dos governos estadual e municipal na distribuição da vacina na capital e interior. Até o fim da tarde da última segunda-feira, 29 municípios, incluindo Manaus, já estavam abastecidos para a campanha de vacinação contra o H1N1, marcada para iniciar nesta quarta-feira, 20.

“Está sendo feito um trabalho muito grande para abastecer o interior. Recebemos a informação que hoje uma aeronave partiria para cinco municípios da região do rio Juruá e São Gabriel da Cachoeira, no Alto Rio Negro e amanhã, outra aeronave seguirá para a calha do Purus. Está sendo feito um esforço concentrado para que a campanha comece em todo o Estado”, afirmou.

Números atualizados
Já foram registrados 27 óbitos por H1N1 no Estado, sendo 22 em Manaus, dois em Manacapuru, um em Parintins, um em Itacoatiara e um em Japurá. Segundo o boletim epidemiológico, são seis óbitos confirmados por Vírus Sincicial Respiratório, sendo cinco de Manaus e um de Borba, além de um óbito em Manaus por Parainfluenza tipo 3.

*Com informações de assessoria

Comentários

Carregue Mais Notícias Relacionadas
Comentários estão fechados.