Deputado sofre retaliação após denunciar esquema em vistoria veicular em Manaus

1093

A matéria de capa do Jornal A Crítica deste domingo (15/7) destaca um suposto “golpe bilionário”, que teria sido aplicado em 2017, na gestão do governador interino David Almeida, presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM).

Após a publicação, vários internautas questionaram a veracidade das informações publicadas pelo jornal sobre David Almeida, e afirmavam que o deputado teria virado alvo de acusações infundadas depois que a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) aprovou decreto que derrubou portarias do Departamento Estadual de Trânsito do Estado do Amazonas (Detran-AM), que favoreciam a permanência de um monopólio nos serviços de vistoria veicular no Estado.

Deputado sofre retaliação após denunciar esquema em vistoria veicular em Manaus - Imagem: Reprodução
Deputado sofre retaliação após denunciar esquema em vistoria veicular em Manaus – Imagem: Reprodução

A época como governador interino, Davi Almeida determinou a redução do valor da taxa cobrada para inspeção ambiental veicular em Manaus e na Região Metropolitana, de R$ 133,30 para R$ 66,70 o valor. A inspeção é uma exigência para o licenciamento de veículos.

De acordo com a assessoria de David a acusação do A Critica é infundada pois deveria ser direcionada não ao parlamentar, mas ao então superintendente da Suhab à época. O contrato mencionado na matéria não tinha a assinatura de David Almeida.

Recentemente o governador Amazonino Mendes (PDT) liberou R$ 749,8 mil com dispensa de licitação através da Secretaria de Esporte e Juventude (SEJEL) para a Rede Calderaro, proprietária do Jornal A Critica, realizar a “Copa A Crítica de Dominó 2018”. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) em 25 de maio de 2018.

O professor Doutor Juiz do Trabalho, criticou a posição do jornal durante uma postagem no Facebook, “A Crítica fazendo o que a grande mídia faz: detonando quem não se curva e contraria os interesses” disse o magistrado.

Outras postagens tiveram destaque em apoio a redução da taxa veicular:

“Nós que somos usuários, estamos indignados, pagar varias taxas e ainda pagar essa vistoria de 110 reais, é demais”

“Essa vistoria só tem validade para uma única vez, caso se no mesmo mês que foi expedida, o.proprietário resolva fazer outro serviço, terá que pagar outra vez…são diversos casos nessa situação, que deve ser questionada na Assembléia e porque não se pedir a suspensão ou novas regras com preços mais acessíveis

Confira os comentários dos internautas após a publicação do A Critica contra o presidente da ALE-AM, David Almeida:

Deputado sofre retaliação após denunciar esquema em vistoria veicular em Manaus - Imagem: Reprodução Facebook
Deputado sofre retaliação após denunciar esquema em vistoria veicular em Manaus – Imagem: Reprodução Facebook

Comentários