Dra. Mayara prop√Ķe refor√ßo no combate ao C√Ęncer de Colo Uterino, no AM

212

Cerca de 24 % das mulheres morrem v√≠timas de C√Ęncer de Colo do √ötero no Amazonas. E em 2019, a estimativa √© de 840 novos casos.

Projeto Ver e Tratar da FCecon vai levar exames a municípios polos e micropolos do Estado РImagem: Divulgação

Para mudar este cen√°rio, a presidente da Comiss√£o de Sa√ļde e Previd√™ncia da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputada Dra. Mayara Pinheiro Reis (PP), apresentou nesta ter√ßa-feira (30), um indicativo ao Governo para a cria√ß√£o do programa Ver e Tratar o Colo Uterino nos munic√≠pios polos Itacoatiara, Manacapuru, Parintins, Tef√© e Tabatinga, al√©m do Micropolos em Coari, Borba e S√£o Gabriel da Cachoeira.

√Č bom lembrar que esta √© uma iniciativa da m√©dica ginecologista Dra. M√īnica Bandeira, da Funda√ß√£o Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon).

‚ÄúPrecisamos mudar a assist√™ncia √† sa√ļde da mulher. Este √© um tipo de c√Ęncer 100 % evit√°vel e √© um absurdo que as mulheres esperem tanto por um resultado, de 6 a 8 meses. S√≥ em S√£o Gabriel da Cachoeira, pelo menos 800 preventivos foram perdidos. O combate ao colo uterino passa pelo diagn√≥stico precoce‚ÄĚ, explica Dra. Mayara.

São Gabriel será a primeira a cidade a receber o mutirão com médicos e ginecologistas da FCecon. Neste local, 343 mulheres vão passar por colposcopia e biopsia.

O programa vai atuar justamente nesse sentido, tratar as les√Ķes pr√©-cancerosas identificadas no tratamento. A ideia √© descentralizar o atendimento da capital, com a cria√ß√£o de Centros de Refer√™ncia em Colposcopia, procedimento fundamental para um diagn√≥stico eficiente da doen√ßa. Os n√ļmeros comprovam esta car√™ncia no Amazonas deste tipo de exame. Em 2018, dos 12.714 colposcopias realizadas na Regi√£o Norte, apenas 17% foram aqui no Estado.

‚ÄúTemos tamb√©m a Cirurgia de Alta Frequ√™ncia (CAF), para tratar o c√Ęncer antes do desenvolvimento. Assim, vamos direcionar um tratamento especializado. O que pe√ßo do Governo do Estado √© simples, investimento na compra de materiais com o √ļnico intuito: salvar vidas. Fiquei em feliz em saber que o indicativo deve ser aceito pelo Governo‚ÄĚ, afirma a deputada.

Ainda de acordo com Dra. Mayara, a iniciativa vai minimizar o impacto psicológico e familiar e financeiro, pois os deslocamentos seriam evitados com a regionalização destes procedimentos.

Na pr√≥xima quinta-feira (2), uma reuni√£o est√° prevista na Secretaria Estadual de Sa√ļde para discutir a implanta√ß√£o do projeto.

Projeto Ver e Tratar da FCecon vai levar exames a municípios polos e micropolos do Estado- Imagem: Divulgação

Por assessoria

Coment√°rios