Durante entrevista, o prefeito de Tefé Normando Bessa (PMN) se emociona ao contar sobre as dificuldades encontradas

3017

No último dia 15 de junho (quinta-feira), a cidade de Tefé (524 km de distância de Manaus em linha reta) comemorou seu 162º aniversário. A comemoração iniciou-se na véspera, no dia 14, com inauguração da nova sede administrativa da Prefeitura de Tefé, além da  inauguração do prédio da Guarda Municipal que não existia em Tefé. Outro prédio inaugurado nesse princípio de gestão foi o prédio da  Assistência Social. O prefeito Normando garantiu ainda que em julho será inaugurado uma Unidade Básica de Saúde – UBS Jerusalém, além de uma nova creche.

Em determinada parte da entrevista, o prefeito se emociona ao relembrar das dificuldades que está enfrentando e do compromisso que assumiu com o povo de Tefé para que Tefé seja referência na área da saúde, educação, na área da gestão pública com transparência, honestidade e respeito ao dinheiro público.

Confira a Entrevista:

Prefeito Normando Bessa se emociona durante a entrevista / Reprodução Youtube No Amazonas é Assim
Prefeito Normando Bessa se emociona durante a entrevista / Reprodução Youtube No Amazonas é Assim
Loading...

Redação: Prefeito, como você se sente frente à administração executiva de Tefé em uma data tão importante para a cidade?

Normando Bessa : Eu como filho de Tefé, sinto um orgulho imenso disso tudo. O sentimento é o sentimento real de amor que eu tenho pela cidade. Nós viemos nesses 165 dias de governo, zelando, cuidando e mostrando para as pessoas que nós não viemos aqui fazer política partidária, nós viemos para fazer políticas públicas.

Tefé precisava de um prefeito administrador que pudesse ser gentil e que enfrentasse essas dificuldades que nós temos, principalmente no atendimento das pessoas mais humildes, mais carentes. E o fruto, creio que as pessoas puderam ver hoje, o empenho de todas as escolas, de todas as secretarias, de todos os orgãos e de toda a população. A gente se sente muito emocionado, muito feliz e o resultado vai acontecendo naturalmente. As pessoas irão reconhecer naturalmente que nós queremos o bem de Tefé.

Redação: Normando, sentimos falta de responsáveis de primeiro escalão do Governo Estadual, tais como o próprio governador interino David Almeida (PSD), bem como algum deputado estadual ou federal para prestigiar o aniversário de Tefé, ao que você atribui esse descompromisso com as cidades do interior em uma data tão importante?

Normando Bessa : Nós fizemos o convite e eles não vieram. A festa é do povo de Tefé. A festa é pra quem vive aqui, quem mora aqui. Nós ganhamos a eleição com total independência. Nós ganhamos a eleição sem ter compromisso político amarrado com ninguém. Nosso compromisso é com a cidade. Então, se não vieram, devem ter eles alguma justificativa, eu não tenho. Eu fiz o meu papel como líder do executivo convidando-os. Infelizmente eles não vieram, mas quem eu gostaria MESMO que estivesse aqui veio, que é o povo de Tefé.

Redação: Como você autoavalia esses seus primeiros seis meses de mandato?

Normando Bessa : Nós estamos trabalhando duro nesses 165 dias de governo, porém, é importante ressaltar que nós assumimos Tefé em uma situação delicada. Nós sempre informamos que Tefé estava em um buraco e nossa primeira meta de governo era tapar esse buraco para então começarmos a desenvolver as políticas públicas. Nós já amenizamos esse buraco, ainda não conseguimos tapá-lo. Tefé ainda não está do jeito que eu quero, do jeito que eu governo. A Prefeitura está. Nós conseguimos transferir a sede da Prefeitura para um prédio belo, restaurado que tem todas as características e o jeito do Normando, da coisa organizada, da coisa séria.
(Neste momento, o prefeito se emocionou e embargou a voz)

Enfim, o que eu sempre gostei foi das coisas boas. Sempre! Coisas boas, mas sem luxo. Com humildade sempre. Que nós possamos compartilhar com a população sempre o melhor. Sempre fui assim como empresário e serei também como prefeito.

O Centro de Convivência da Família, o CRAS, o CREAS, as Escolas, a Secretaria de Saúde estão tudo funcionando, mas estão tudo funcionando no nosso limite. No nosso limite financeiro, no nosso limite de motivação, se pudéssemos fazer mais, se tivéssemos mais dinheiro, a coisa com certeza fluiria mais.

É uma pena que o atual cenário econômico de crise afete tanto a população e nós não consigamos executar com total maestria os serviços públicos. Ontem (14) por exemplo, nós inauguramos o prédio da Guarda Municipal que não tinhamos, inauguramos o prédio da  Assistência Social e agora em julho inauguraremos a Unidade Básica de Saúde Jerusalém, iremos inaugurar também uma nova creche. Vamos inaugurar uma escola de verdade. Aqui em Tefé, nas administrações anteriores, foram alugadas casas e os quartos transformados em salas de aula. um total vergonha.

(Neste momento, o prefeito se emocionou e embargou a voz novamente e começou a lacrimejar)

E quem visita, se depara com uma situação ainda muito ruim. Eu levei o general Pinto Sampaio para conhecer, e ele me disse: “poxa, você me pegou em um momento que eu realmente precisava conhecer”. E isso é um desafio nosso, tirar essas crianças dos quartos e levá-las para uma sala de aula.

Tefé não tem espaço. A Prefeitura de Tefé não tem terreno. Agora imagina, todo mundo tem terreno em Tefé, menos a Prefeitura Municipal. É um desafio. São muitos os problemas, mas nós vamos vencer! Temos 4 anos para isso e eu não tenho dúvida nenhuma que Tefé será aquilo que eu me comprometi. Uma cidade que será referência na saúde, educação , na gestão pública com transparência, honestidade, respeito ao dinheiro público e talvez isso seja fundamental.

Nós vivemos um processo político muito intenso contra a corrupção. Já chega né? As pessoas pegam dinheiro público  e só usufruem para a família e para seus grupos políticos que nós conhecemos e já sabemos que são. Isso não cabe mais no Brasil. Tefé é uma princesa que nós iremos transformá-la em uma rainha.

Comentários

comentários

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail: