E as sessões de filmes voltam ao Centro de Manaus

87

Eiiii, para tudo que você está fazendo! Deixa a gente te contar uma novidade! Voltou a ter cinema no Centro de Manaus! Acredita? Então, o Casarão de Ideias, localizado na rua Barroso, bem próximo ao Teatro Amazonas, desde outubro do ano passado estão com uma programação sensacional realizado por meio do projeto “Cine Casarão”. Olha como é legal! Toda quinta-feira, sexta-feira, sábado e domingo, tá rolando filme no Casarão.

 

Casarão de Ideias (Divulgação)
Casarão de Ideias (Divulgação)

 

Conforme o gestor do local, João Fernandes, na sexta e no sábado, as sessões do cinema iniciam 16h e seguem com a programação até 20h30 quando inicia a última sessão. “São três sessões durante estes dois dias. Na quinta-feira e no domingo, realizamos duas sessões. Na quinta, a primeira sessão inicia às 16h e tem a segunda sessão às 18h30. No domingo, a primeira sessão tem início às 17h e a segunda às 19h”, detalhou.

Casarão de Ideias (Divulgação)

O Casarão comporta 28 lugares para cada sessão. A organização do projeto cobra por pessoa uma quantia de R$ 10 e para estudante R$ 5. No caso do estudante, é preciso apresentar um documento de comprovação. De acordo com Fernandes, o valor arrecado durante as sessões é destinado para manutenção do espaço.

Programação da Semana

E o Casarão de Ideias divulgou nesta quarta-feira (17) a programação para desta semana.

Casarão de Ideias (Divulgação)

Nesta quinta-feira (18) o Cine Casarão tem como programação os filmes Taego Ãwa e Martírio. Conforme no site Adoro Cinema, o filme Taego Ãwa não é recomendado para menores de 10 anos. A sinopse conta que o filme relata na faculdade, uma dupla de cineasta encontrou cinco fitas VHS contendo registros culturais da tribo Ãwa. Reunindo outros materiais, eles partem em busca do grupo, apresentando as imagens pela primeira vez e descobrindo a trajetória de enfrentamento com o povo branco desde 1973. Hoje, os Ãwa lutam pela demarcação e restituição de suas terras.

No caso do Martírio, o filme não é recomendado para menores de 12 anos. O filme é uma análise da violência sofrida pelo grupo Guarani Kaiowá, uma das maiores populações indígenas do Brasil nos dias de hoje e que habita as terras do centro-oeste brasileiro, entrando constantemente em conflito com as forças de repressão e opressão organizadas pelos latifundiários, pecuaristas e fazendeiros locais, que desejam exterminar os índios e tomar as terras para si.

Na sexta-feira, a programação segue com o filme Taego Ãwe, Pela Janela e Gaga: O amor pela Dança.

Pela Janela é um filme não recomendado para menores de 10 anos. Conforme a Sinopse, trata-se de Rosália (Magali Biff) é uma dedicada operária de 65 anos que dedicou a vida ao trabalho em um fábrica de reatores da periferia de São Paulo. Certo dia acaba demitida e é consolada pelo irmão José (Cacá Amaral), com quem vive. Ele resolve levá-la em uma viagem de carro até Buenos Aires com o objetivo de distraí-la e no país vizinho Rosália vê pela primeira vez um mundo desconhecido e distante de sua vida cotidiana.

Gaga: O amor pela Dança não há uma classificação de idade. O filme relata a história Ohad Naharin que é um renomado coreógrafo e diretor artístico da Compania de Dança Batsheva, de Israel. Um dos mais importantes, inovadores e produtivos coreógrafos do mundo que redefiniu a linguagem da dança contemporânea. O documentário é uma imersão no processo criativo da companhia por trás de suas apresentações únicas e um olhar sobre a fascinante história do artista de 60 anos de idade também conhecido como Mr. Gaga.

Casarão de Ideias (Divulgação)

Quem não conseguir assistir os filmes Taego Ãwe, Pela Janela e Gaga: O amor pela Dança, durante a sexta, terá a oportunidade no sábado que terá a mesma programação. No domingo, a primeira sessão destinada a criançada com o filme Bruxarias. O filme conta a história de Malva que é uma menina de 10 anos, que leva uma vida tranquila com sua avó e seu bichinho de estimação, Mus, em uma caravana de vendas de produtos medicinais. As fórmulas destes produtos são um segredo ancestral guardado por sua família. O sucesso desperta o interesse de Rufa, a malvada dona de uma fábrica de cosméticos, que decide raptar a vovó da garota para descobrir os ingredientes secretos que ela utiliza em sua produção. Malva, então, parte em busca de sua avó, à medida que vai descobrindo mais sobre a história mágica de seus antepassados.

Casarão de Ideias (Divulgação)

A última sessão de domingo terá como filme Divinas Divas. O material não é recomendado para menores de 14 anos. O filme relata a história de Rogéria, Valéria, Jane Di Castro, Camille K, Fujika de Holliday, Eloína dos Leopardos, Marquesa e Brigitte de Búzios formaram, na década de 1970, o grupo que testemunhou o auge de uma Cinelândia repleta de cinemas e teatros. O documentário acompanha o reencontro das artistas para a a montagem de um espetáculo, trazendo para a cena as histórias e memórias de uma geração que revolucionou o comportamento sexual e desafiou a moral de uma época.

Conforme o gestor do Casarão de Ideias, João Fernandes, os organizadores do projeto realizam uma curadoria para escolher os filmes a serem exibidos a cada semana.

Pipoca

Se tem cinema, precisa ter pipoca, certo? Então, Fernandes contou para No Amazonas é Assim que há uma máquina no Casarão onde cada um pode fazer a própria popoca. “A salgada custa R$ 5 e temos também a pipoca gourmet que custa R$ 10”, completou.

Vai lá e depois nos conte como foi! Qualquer dia, nós do No Amazonas é Assim também vamos conferir o Cine Casarão.

Para mais informações: (92) 3633-4008.

Comentários