Eleição para presidência da Sicoob UNIAM pega fogo momentos antes da votação

13

Nesta sexta-feira (26/02) acontecerá o pleito que vai definir a nova diretoria da cooperativa Sicoob UNIAM. Porém, a campanha está pegando fogo, com acusações de ambas as partes e envolvimento de questões pessoais.

Pela disputa da presidência estão o médico Asdrúbal Francisco de Melo, atual presidente, e o engenheiro agrônomo Petrúcio Magalhães.

Confusão e bate boca entre as chapas tem acontecido nesses últimos dias, chegando até a envolver a família do candidato da situação.

Opositores acusam Asdrúbal de ter se divorciado da esposa para preservar seus bens, que estariam ameaçados de indisponibilidade por causa de processos decorrentes de sua gestão na Unimed Manaus.

Loading...

Petrúcio é acusado de responder a 5 execuções fiscais. De acordo com o site da Justiça Federal no Amazonas, onde tramitam as ações referentes à sonegação fiscal, e colocar os nomes dos dois candidatos.

Observamos que, existe realmente em andamento um processo contra o candidato da oposição. Os outros quatro revelados pelos aliados da situação existiram, mas foram baixados. Quanto a Asdrúbal, não há nenhum registro.

A oposição jogou sujo, ao dizer que Asdrúbal se divorciou para salvar os bens, ameaçados nos penhora judicial, em função de irregularidades que ele teria cometido quando foi presidente da Unimed. Procurado, ele enviou a seguinte certidão, parta provar que não está divorciado. “Faço isso com pesar. Não pensei que chegariam ao ponto de envolver minha família”, afirmou.

Um orçamento anual de cerca de R$ 50 milhões, está em  jogo, montante que os cooperados investem na forma de quotas, e circula no mercado na forma de empréstimos, cartões de crédito e financiamentos.

Confira a pesquisa no site da Justiça Federal no Amazonas :

Site da Justiça Federal
Site da Justiça Federal

Eleicao para presidencia da Sicob Uni AM pega fogo momentos antes da votacao1

 

 

Comentários

comentários

Curta nossa página do Facebook